Música

Ariana Grande volta a Manchester dois anos depois de atentado para show em parada LGBT

Cantora se apresentou na parada LGBT da cidade neste domingo (25)

Ariana Grande se apresentou  em Machester dois anos depois do atentado que matou 22 pessoas que assistiam seu show
Ariana Grande se apresentou em Machester dois anos depois do atentado que matou 22 pessoas que assistiam seu show - REUTERS
São Paulo

Dois anos depois do atentado que matou mais de 20 pessoas que assistiam seu show, Ariana Grande, 26, se apresentou em Manchester (Inglaterra) na noite deste domingo (25). Ela retornou a cidade que marcou sua carreira de forma negativa para se apresentar em uma parada LGBT+.

Além de Ariana, o evento contou ainda com apresentações de Pixie Lott, Tulisa e Becky Hill. Durante o show, a dona de "God Is A Woman" (2018) fez um tributo aos que morreram e ficaram feridos com o atentado cantando sua canção "One Last Time" (2014).

Essa foi a segunda vez que a cantora se apresentou na cidade depois do atentado de maio de 2017 que aconteceu na saída de um show dela na Manchester Arena, deixando 22 pessoas mortas e outras 59 feridas, de acordo com a polícia local.

Em junho daquele ano, Ariana se juntou com Justin Bieber, Miley Cyrus, Katy Perry, Coldplay e muito mais para o show beneficente chamado "One Love", que buscou arrecadar dinheiro para as famílias das pessoas feridas no atentado considerado terrotista —e o pior do Reino Unido desde 2005, de acordo com autoridades locais.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem