Música

Prefeitura do Rio cancela participação de Naldo Benny no Réveillon de Copacabana

O cantor Naldo Benny
O cantor Naldo Benny - Bruno Poletti-21.jun.2015/Folhapress


O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), bispo licenciado da Igreja Universal, e a Riotur (Empresa de Turismo do Rio de Janeiro) afirmaram nesta quinta-feira (7) que cancelaram a participação de Naldo Benny no Réveillon de Copacabana. A decisão acontece depois de o cantor ter sido preso por posse ilegal de arma e acusado de agredir Mulher Moranguinho.

PRÊMIO F5: Saiba quem são os indicados e vote nos seus artistas preferidos de 2017

"Em virtude dos últimos acontecimentos envolvendo o cantor Naldo Benny, a Prefeitura do Rio e a Riotur decidiram cancelar sua apresentação no Réveillon Rio 2018 em Copacabana.

O cantor Ronaldo Jorge da Silva, mais conhecido como NaldoBenny, 38, afirmou na noite desta quarta-feira (6) que está arrependido com o que fez e pediu perdão a mulher e aos fãs. Ele disse também que vai lutar por sua família.

"Quero pedir perdão a minha mulher. E dizer que vou lutar pela minha família. Estou extremamente destruído, arrependido, quebrado, machucado, completamente machucado, completamente arrasado, por tudo o que aconteceu. Uma saudade absurda da minha filha, uma saudade absurda da minha mulher. Vou lutar pela minha família. Não abro mão da minha família."

Naldo Benny foi preso na tarde desta quarta-feira (6) por posse ilegal de arma e por lesão corporal, ameaça e injúria contra sua mulher, Ellen Pereira Cardoso, a Mulher Moranguinho, 36.

A Polícia Civil afirmou que o cantor foi preso em flagrante em sua casa, na Freguesia, zona oeste do Rio, por portar uma pistola calibre 7,65 e quatro munições. A prisão de Naldo Benny foi determinada pela delegada Viviane Costa, da Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher) depois de Moranguinho prestar queixa.

No último sábado (2), Naldo e Moranguinho tiveram uma briga depois de dois shows que eles fizeram. A funkeira disse à polícia que havia sido agredida pelo marido. Ela fez exame de corpo e delito e deixou a casa com a filha, Maria Vitoria.

Segundo a polícia, Naldo responde como autor em inquérito policial por lesão corporal, ameaça e injúria contra sua mulher. O cantor foi liberado no meio da tarde desta quarta após pagamento de fiança, que não teve o valor revelado.

Depois de sair da delegacia da mulher em Jacarepaguá, Naldo Benny fez um show em uma festa de confraternização de funcionários do 18º Batalhão da Polícia Militar. De acordo com a nota da polícia, a apresentação já estava marcada havia um mês. Além disso, a polícia negou que tenha liberado o cantor por conta do show. 

O "F5" entrou em contato com a assessoria da Mulher Moranguinho, mas não obteve retorno até a publicação desse texto.


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem