Multitela

Minissérie traz Sacha Baron Cohen em papel dramático

Confira os destaques da programação desta terça-feira (10)

Cena do filme "O Espião"
Cena do filme "O Espião" - Divulgação
Tony Goes
São Paulo

Conhecido por comédias irreverentes como “Borat” ou “O Ditador”, Sacha Baron Cohen muda de registro nesta minissérie em seis episódios, baseada em fatos reais. O ator faz Eli Cohen, um agente do Mossad (o serviço secreto israelense) que, na década de 1960, conseguiu se infiltrar na elite da Síria, fazendo-se passar pelo árabe Kamel Amin Thaabet. Noah Emmerich (“The Amercans”) e Alexander Siddig (“Game of Thrones”) também estão no elenco.

Netflix, 16 anos


A Chefa

Uma poderosa executiva vai presa, por uso de informações privilegiadas. Depois de solta, é acolhida por sua ex-secretária. Juntas, elas abrem um negócio. Comédia com Melissa McCarthy (“Poderia Me Perdoar?”).

SBT, 23h15, 14 anos


A Datilógrafa

Nesta série alemã, uma mulher que transcreve interrogatórios para a polícia de Berlim se envolve com um novo comissário. Até que novos casos trazem novas pistas de sua filha, desaparecida há 11 anos.

Film & Arts, 22h, 14 anos


L.A.’s Finest

Derivada dos filmes da franquia “Bad Boys”, esta nova série traz Gabrielle Union e Jessica Alba como duas policiais de Los Angeles que precisam trabalhar juntas mas têm estilos de vida conflitantes: uma é solteira convicta e a outra, mãe de família.

AXN, 22h55, 14 anos


Ice 

O “gelo” do título original desta série se refere, na verdade, aos diamantes negociados por uma rica família de comerciantes. O clã se vê em apuros quando um dos herdeiros mata um traficante de pedras preciosas. Duas temporadas estão disponíveis.

Globoplay, 16 anos


O Melhor do Brasil É o Brasileiro

Na segunda temporada da série, o repórter Pedro Neville percorre o país em busca de grandes ideias colocadas em prática. Entre as descobertas estão uma cerveja que ajuda a controlar o diabetes e um programa desenvolvido para a recuperação do Museu Nacional.

Globo News, 21h30, livre


Wajda por Wajda

O diretor polonês Andrzej Wajda (1926-2016) venceu o Festival de Cannes de 1981 e um Oscar honorário em 2000. Neste documentário, ele comenta cenas selecionadas de seus filmes durante uma aula na Wajda School, fundada por ele em Varsóvia.

Arte 1, 0h, livre

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem