SPFW

SPFW: 'Acordo, olho pra roupa e digo: 'é assim que quero estar', diz Glenda Koslowski

Jornalista esteve presente no desfile da estilista Lenny Niemayer

Glenda Koslowski prestigiou a amiga e estilista Lenny Niemayer na 45ª edição da SPFW
Glenda Koslowski prestigiou a amiga e estilista Lenny Niemayer na 45ª edição da SPFW - Janaína Ribeiro
 

Janaína Ribeiro
São Paulo

A jornalista Glenda Koslowski viajou do Rio de Janeiro para São Paulo para prestigiar a amiga e estilista Lenny Niemayer na 45ª edição da SPFW.

Glenda, que estava vestida com peças da grife, não mediu elogios. "Acho uma moda chique, descontraída, leve, adoro! Nos últimos nove anos, nunca perdi um desfile dela, seja em SP ou Rio."

Apesar de declarar estar sempre de calça jeans e camiseta, a jornalista se diz feliz por ver o investimento de novos modelos de tênis na moda. Diz também não ficar presa a uma tendência. "Acordo, olho pra roupa e digo: 'é assim que quero estar’".

Apesar de Koslowski preferir tons neutros como preto, a jornalista também afirma gostar de cores fortes como o laranja. "Acho que dá sorte."

Sobre a Copa do Mundo da Rússia, onde acompanhará a seleção brasileira, diz que não vai faltar na mala a bandeira verde e amarela.

FABIANA SCARANZI  

Já a jornalista Fabiana Scaranzi diz ter perdido as contas de quantas vezes esteve na SPFW, seja na época em que foi repórter do Fantástico (Globo), ou nas vezes em que esteve no evento para prestigiar amigos. 

"Hoje vim entrevistar a Lenny sobre empreendedorismo, já que tenho uma rede e portal para mulheres empreendedoras. Conheço muita a história dela, é muito amiga minha, e acho impecável a modelagem das roupas. Você se sente bem, ela entende da modelagem que favorece a mulher, independentemente do tipo físico. Vim unicamente para ver este desfile, e vou embora."

Scaranzi tem uma plataforma online chamada "Mulheres muito além do salto alto". "Quando deixei a TV para empreender, passei por um lado solitário e de insegurança. Hoje, criei minha empresa de comunicação, onde faço conteúdo para grandes marcas como Vivo, Bayer e Avon.

"Quero criar atalhos para as mulheres não viverem o que eu vivi, para que elas tenham um negócio sustentável, prepará-las para empreender. Vejo que essa é a minha missão", completa. 

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem