Estilo

Nova coleção de Rihanna será exibida com exclusividade pela Amazon

Desfile de lingeries da cantora na Semana de Moda de Nova York teve câmeras vetadas

Rihanna durante o 2019 BET awards em LA
Rihanna durante o 2019 BET awards em LA - Jean-Baptiste Lacroix/AFP
Melissa Fares e Sarah White Sarah White
Nova York e Paris

Marcas e varejistas de luxo estão colaborando cada vez mais com celebridades, incluindo blogueiros de estilo e estrelas do Instagram, para ajudar a criar coleções e incrementar seus ganhos.

O mais recente exemplo é a cantora Rihanna, 31, que levou sua coleção de lingerie às passarelas da Semana de Moda de Nova York nesta terça-feira (10), em um desfile no qual celulares e câmeras estão vetados.

Essa medida se deve à transmissão exclusiva pelo Amazon Prime Video de sua coleção outono/inverno 2019 da linha “Savage X Fenty”, a ser exibida para mais de 200 países a partir de 20 de setembro.

Conhecida por seu estilo colorido e ousado no tapete vermelho, a cantora se tornou uma forte influência no mundo da moda, especialmente desde que se juntou ao grupo LVMH para lançar uma linha de beleza.

O empreendimento, chamado Fenty Beauty, arrecadou cerca de 500 milhões de euros (cerca de R$ 2,26 bilhões) em vendas ao final de 2018 após apenas um ano e meio no mercado.

Os produtos atraíram clientes mais diversificados do que outras marcas, a partir da oferta bases adequadas aos mais diferentes tons de pele por exemplo, o que ajudou a estender o sucesso para além da associação com o nome da cantora.

A LVMH deu continuidade à parceria com o lançamento de uma nova marca de luxo com Rihanna em junho —a primeira vez em mais de 30 anos que o grupo, lar de grandes nomes como Christian Dior e Louis Vitton, começou uma marca do zero. Não há muitos detalhes financeiros sobre o empreendimento, também chamado Fenty.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem