Estilo

Kendall Jenner desbanca Gisele Bündchen como modelo mais bem paga do mundo; brasileira ficou 15 anos no topo

Kendall Jenner desfila em Nova York para Ralph Lauren
Kendall Jenner desfila em Nova York para Ralph Lauren - Andrew Kelly-12.set.2017/Reuters


Kendall Jenner, 22, liderou nesta terça-feira (21) a lista das modelos mais bem pagas do mundo, tirando Gisele Bündchen, 37, da primeira posição pela primeira vez em 15 anos, em um ranking que reflete a crescente força de influenciadores de redes sociais. 

Gisele, que era primeira do ranking desde 2002, caiu para a segunda posição neste ano, com estimativa de US$ 17,5 milhões (cerca de R$ 57 milhões). 

Meia-irmã de Kim Kardashian, Jenner ganhou uma estimativa de US$ 22 milhões (cerca de R$ 71,6 milhões) durante o ano graças a seus trabalhos nas passarelas e seus 84 milhões de seguidores no Instagram, que a ajudaram a lançar sua própria marca de roupas e conseguir acordos com marcas como Adidas e Estée Lauder, segundo a "Forbes".

Ashley Graham, 30, se tornou a primeira mulher plus size a entrar na lista anual da revista "Forbes" de modelos mais bem pagas, ficando na 10ª posição, com renda estimada em US$ 5,5 milhões (cerca de 17,9 milhões) entre 1º de junho de 2016 e 1º de junho de 2017.

Defensora do ativismo corporal, Graham se tornou em 2016 a primeira modelo plus size a ser capa da revista Sports Illustrated. Suas linhas de roupas com Dressbarn, H&M e Swimsuits For All lhe ajudaram a entrar na lista pela primeira vez em seus 16 anos de carreira.

"Com as redes sociais, há mais oportunidades para criar seu próprio conteúdo e usar sua voz", disse Ivan Bart, presidente da IMGModels, à "Forbes". "As estrelas estão usando isto."

Chrissy  Teigen, 31, se juntou à lista da "Forbes" pela primeira vez, assumindo a 3ª posição, com ganhos estimados em US$ 13,5 milhões (cerca de R$ 44 milhões).  Mulher do cantor John Legend, Teigen também é conhecida no Twitter e Instagram e possui acordos com marcas como Smirnoff para impulsionar seus ganhos no mundo da moda.

A "Forbes" apontou que as dez modelos mais bem pagas do mundo receberam um total acumulado de US$ 109,5 milhões (cerca de R$ 356,8 milhões) no ano, antes de impostos e taxas. A revista estimou ganhos a partir de contratos de cosméticos, fragrâncias e outros e com base em entrevistas com empresários, agentes e diretores de marcas.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem