Diversão

Sesc organiza festival de jazz com artistas de todo o mundo

Mulheres instrumentistas são o grande destaque de evento

A artista portuguesa Susana Santos Silva
A artista portuguesa Susana Santos Silva - Christer Mannikis/Divulgação
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Descrição de chapéu Agora
Leandro Vieira
São Paulo

O jazz é a bola da vez em São Paulo. O ritmo, típico da cultura americana, ganha festival em oito unidades do Sesc no estado. A unidade Pompeia é a responsável por receber os shows na capital.

“Para a escolha dos artistas, nós nos guiamos pela diversidade e buscamos o que há de mais representativo do jazz no mundo”, conta Fernando Viana, assistente da gerência de ação cultural do Sesc São Paulo. O destaque vai para a presença de mulheres instrumentistas.

​“No jazz, a presença feminina sempre ficou reservada à parte dos vocais. Nos últimos tempos, houve o surgimento de mulheres que tocam instrumentos. Ressaltamos isso”, diz Viana.

Vão se apresentar no Sesc Jazz a pianista canadense Renne Rosnes e a saxofonista chilena Melissa Aldana. Já a trompetista portuguesa Susana Santos Silva fará participação especial no show do guitarrista Fred Frith.

A programação do festival segue com o pianista do Azerbaijão Isfar Sarabski, o grupo congolês Jupiter & Okwess, o pianista italiano Stefano Bollani, o quinteto norueguês Time Is a Blind Guide e o pianista cubano Omar Sosa. Vernon Reid, guitarrista da banda Living Colour, dá uma canja no show do músico James “Blood” Ulmer.

O Brasil também está representado, com shows dos músicos Salomão Soares, Itiberê Zwarg e Lourenço Rebetez, entre outras atrações.

“É a chance de ver um estilo musical consagrado com o tempero de diferentes lugares. E o legal do jazz é que é um dos ritmos que mais permitem esse tipo de conversa”, completa Viana.  

SESC CONSOLAÇÃO TERÁ OFICINAS COM OS MÚSICOS

Alguns dos artistas internacionais que vão se apresentar durante o Sesc Jazz também farão oficinas, no centro de música do Sesc Consolação (rua Dr. Vila Nova, 245, Vila Buarque, tel. (11) 3234-3000), para músicos com experiência.

Nesta quarta (15), às 15h, o americano Charles Tolliver ensina um pouco de seus truques de improvisação com o trompete. Já na quinta (16), às 16h, James “Blood” Ulmer e Vernon Reid mostram a presença da guitarra no jazz.

No dia 29, quarta-feira, às 16h, é a vez de o guitarrista britânico Fred Frith falar mais sobre o jazz-rock, um estilo que esteve bastante em evidência entre as décadas de 1960 e 1970.

“É a oportunidade que músicos e amantes do jazz têm de acompanhar os artistas de maneira diferente, aprendendo com eles, inclusive”, afirma Fernando Viana, assistente da gerência de ação cultural do Sesc.

As inscrições podem ser feitas na própria central de atendimento do Sesc Consolação. O custo é de R$ 17 cada. Vale lembrar que as oficinas recebem apenas maiores de 16 anos.

Agora
Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias