Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui para continuar.

Tony Goes

BBB 22 sofre de ejaculação precoce e termina três semanas antes da grande final

Quarto secreto, a esta altura, só serve como spoiler do provável vencedor

Arthur Aguiar, escuta brothers falando sobre água cortada e diz: 'Não sei se eu vou falar, não, quando eu voltar' - 6.abr.2022/Globoplay
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

O BBB 22 acabou. Falta definir o segundo, o terceiro e o quatro lugares. A posição de Linn da Quebrada neste pódio (ou sua total ausência) sinalizará a quantas anda a aceitação de travestis e transexuais pelo Brasil. De resto, há pouco mistério. Arthur Aguiar será o grande campeão desta temporada.

Não que houvesse mistério antes. Assim que eclodiu sua rivalidade com Jade Picon, o ator assumiu a dianteira entre os favoritos desta edição. De lá para cá, seu fã-clube, que se autodenomina "os pãezinhos", só cresceu. Nenhuma outra torcida de seus concorrentes tem apelido próprio. Lembra dos cactos da Juliette? Pois é.

Mas a que se deve esse provável triunfo? Para começar, a fama de Arthur acumulada em mais de 10 anos de carreira, com participações marcantes em "Rebelde" (Record) e "Malhação" (Globo). O público adolescente dessas novelas cresceu com seu ídolo, e agora o empurra para a linha de chegada do BBB.

Há também o inestimável fator Maíra Cardi. A personal trainer poderia ter assumido o personagem da mulher traída e detonado seu marido nas redes sociais. Fez justamente o contrário: passou a borracha nos 16 adultérios confessados, jurou amor eterno e ainda alimenta os sites de fofocas com polêmicas bobas, mantendo Arthur sempre em evidência. Nenhum outro brother ou sister conta com uma retaguarda tão engajada.

Também pesam a favor do moço as fraquezas de seus concorrentes. Natália bebe demais e fica descontrolada. Gustavo exagera no figurino do malvadão. Lina se mostrou ruim de estratégia e perdeu popularidade. Scooby e P.A. continuam a passeio. Eli ainda está perdido no mato sem cachorro. DG só se salvou até agora porque grudou no grupo mais forte, o que Gustavo também tenta fazer. Pelo menos Jessi parou de chorar por qualquer coisa.

Não é o Top 9 dos sonhos de ninguém. Ainda mais com a casa rachada em dois grupos estanques, em que um aparece muito mais forte do que o outro. O que fazer, então, para segurar o interesse do público nessa reta final?

O quarto secreto é uma das armas mais interessantes do arsenal à disposição de Boninho. Poderia ter sido usado lá atrás, quando a casa ainda estava bem cheia. Seria até engraçado se o público só fosse informado depois do resultado da eliminação. Já pensou que divertido teria sido se Naiara Azevedo saísse num Paredão falso, só para emergir feito Fênix das cinzas dois depois?

Mas agora, a essa altura, um quarto secreto é uma ejaculação precoce. É confirmar o spoiler que já anda pela boca do povo. Até porque, com quatro integrantes no Paredão, era grande a chance de Arthur estar entre eles. Soubemos imediatamente que ele seria o escolhido pelo público, confirmando que o será novamente daqui a três semanas, quando essa temporada finalmente acabar.

Felizes estão os pãezinhos com essa vitória antecipada do cantor. Tristes ficarão Eli, Gustavo e as comadres, que tanto celebraram a suposta saída de Arthur na noite desta terça (5). Chega a ser sádico o que Boninho fez com eles. Guardadas as devidas proporções, equivale a um médico dizer a um doente terminal que ele está salvo, só para acrescentar um pouco depois: "brincadeirinha..."

Jessi já está desconfiada de que Arthur não saiu para valer, e essa suspeita deve se espalhar pela casa. Amanhã, quando o sr. Cardi retornar ao jogo, a surpresa nem deve ser acachapante, e um clima de desânimo pode se instalar entre os demais remanescentes.

Vai ser um final chocho para uma temporada chocha, indigna de suceder as duas anteriores. O Big Brother Brasil está em crise, apesar da boa audiência e do faturamento recorde. Mudanças urgentes precisam ser instaladas já no ano que vem, desde a maneira com que o elenco é escalado até as próprias provas e dinâmicas, que não têm sacudido a casa como o desejado.

E por falar em dinâmicas: é ironicamente triste que Rodrigo Mussi, o segundo participante a ser eliminado do BBB 22, agora esteja entre a vida e morte justamente por ter aproveitado um dos prêmios que ganhou durante sua passagem pelo jogo. Rodrigo foi Anjo duas vezes, e em ambas recebeu R$ 9.999,99 da 99 para gastar em corridas do aplicativo.

O rapaz voltava da casa de uma amiga quando o carro em que viajava bateu violentamente na traseira de um caminhão. O motorista admitiu que dormiu ao volante. Para além da tragédia em potencial, este acidente levanta uma discussão que não pode ser mais da hora: nós, consumidores da classe média para cima, não estamos facilitando a maneira com que os aplicativos de transportes e entregas abusam de seus colaboradores?

Com carteira assinada ou, pelo menos, limite de horas a serem trabalhadas, o motorista talvez não tivesse pregado olho. Mas aí, com mais controles, os preços subiriam para o consumidor... Um imbróglio difícil de resolver, mas nem por isto menos urgente.

Enquanto isto, a 99 preferiu não parecer no Almoço do Anjo deste domingo (3), sempre patrocinado por ela. Vamos ver o que acontece no domingo que vem.

Tony Goes

Tony Goes tem 60 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.com.br

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem