Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui para continuar.

Rosana Hermann
Descrição de chapéu Todas

Sheherazade, pare de dar detalhes!

Jornalista ex-SBT faz exposição exagerada da própria vida e ganha seguidores

Rachel Sheherazade em live do R7
Rachel Sheherazade em live do R7 - Reprodução/R7
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Rosana Hermann
São Paulo

As pessoas se metem muito na vida dos famosos, mas alguns também não se ajudam.

Raquel Sheherazade, por exemplo. Abandonou de vez a discrição de jornalista e parece ter abraçado o mundo do entretenimento em sua totalidade, agindo como todas as celebridades que, em troca de audiência, costumam expor toda sua intimidade.

Se antes sabíamos muito pouco sobre a vida da jornalista, agora os detalhes não param.

O salário de Rachel no SBT, por exemplo, virou assunto de domínio público. Assim que foi noticiado que ela recebia R$ 200 mil por mês, o Brasil passou a discutir como alguém que trabalha por uma década com salário altíssimo pode ter administrado tão mal sua fortuna.

É realmente difícil compreender que alguém que ganha 151 salários mínimos a cada mês não consiga ter casa própria. Sem contar que com tantos milhões de pessoas necessitadas que mal têm o que comer, não faz muito sentido a gente se sentir penalizada por uma mulher que tem praticamente todos os privilégios sociais, sendo uma mulher branca, rica, bonita, famosa e bem-sucedida.

Sheherazade tentou explicar que o salário não foi sempre esse, depois disse que não era esse o valor líquido que recebia. E, como as críticas não diminuíram, ela revelou que perdeu "a maior parte de sua fortuna" quando se divorciou; e ainda expôs o ex dizendo que era "casada em comunhão de bens" e que, por isso, ele ficou com metade de tudo, inclusive da casa.

Rachel também mostrou o lugar onde mora hoje com os filhos em rede nacional e contou que depois da separação, sem metade dos seus bens, teve que "manter os filhos, a mãe e o irmão, que tem esclerose múltipla".

É compreensível que estando desempregada e vendo seu dinheiro acabar, ela aceitasse o convite para entrar num reality show que promete um bom prêmio, apesar de ser conhecido por promover brigas e polêmicas de nível questionável. Mas qual a necessidade de dar tantos detalhes numa rede aberta de televisão para justificar sua decisão de virar peoa?

Sim, a vida é dela, ela pode contar o que quiser e é livre para participar do programa que bem entender, para ganhar dinheiro da forma que achar melhor, sem ter que mencionar uma doença séria na família. Não sei se ela fez questão de revelar sua intimidade para angariar simpatia ou se ela se sentiu pressionada a contar, isso só ela pode dizer.

Fato é que, se perdeu dinheiro, Rachel ganhou um capital valiosíssimo em nossos dias: seguidores. Sheherazade conquistou o coração de milhões de brasileiros. Só no Instagram ela já é seguida por mais de quatro milhões de perfis. E isso despertou o interesse de algumas marcas. De acordo com um perfil do X, antigo Twitter, que divulga notícias sobre a ex-peoa, ela teria recebido uma proposta de R$ 120 mil para ser garota-propaganda de uma casa de apostas.

Será que Rachel vai aceitar? Façam suas apostas :)

Rosana Hermann

Rosana Hermann é jornalista, roteirista de TV desde 1983 e produtora de conteúdo.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem