Receitas do Marcão

Pipoca com alho e alecrim traz sabor e diversão para as férias

Estourar o milho na panela tem resultado muito superior ao do micro-ondas

Pipoca com alho e alecrim - Marcos Nogueira/Folhapress
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Poucas comidas combinam tanto com férias quanto a pipoca.

Pipoca para as crianças que, sem escola, passam o dia inteiro em casa.

Pipoca para você que, sem trabalho, passa os dias a maratonar séries no sofá.

Estourar pipoca é fácil e divertido –ainda assim, há alguns truques e divergências sobre a melhor técnica para minimizar a ocorrência de piruá (milho que não pipoca).

Você pode fazer pipoca de micro-ondas, claro. A natural é OK, embora eu sempre goste mais do milho estourado na panela; a pipoca de micro-ondas com sabor tem um monte de aditivos esquisitos e, na minha opinião, gosto detestável.

Então preparemos uma deliciosa pipoca aromatizada caseira, sem nenhuma porcaria artificial.

O leque de sabores que você pode adicionar à pipoca não tem fim.

Há as pipocas doces: caramelo, chocolate, açúcar com canela.

As possibilidades são mais variadas com o sal: bacon, queijos, ervas, misturas de temperos (curry, zaatar, cajun) ou simplesmente manteiga.

Quanto ao método, o sabor extra pode entrar na gordura que estoura o milho ou misturado à pipoca pronta.

Faremos uma receita salgada, de técnica mista: pipoca com alho, alecrim e páprica defumada. O alho e o alecrim temperam o óleo que vai à panela, a páprica é salpicada no final.

O óleo aromatizado precisa de paciência e fogo muito baixo. Você coloca ramos inteiros de alecrim (para poder descartar depois) e o alho laminado, cobre com óleo e deixa no fogão até dourar o alho, mas sem queimar.

Então remove do fogo e deixa a infusão acontecer. Quanto mais tempo, mais sabor no óleo.

Para estourar a pipoca, é legal usar óleo o bastante para envolver todos os grãos. Essa quantidade vai depender da superfície do fundo da panela. E misture o sal nesse momento, gruda melhor e não cai todo para o fundo da tigela em que você vai comer.

Eu também gosto de estourar o milho em fogo baixo. Demora mais, mas diminui a chance de queimar.

Pipoca pronta, salpique a páprica (pode ser picante ou até pimenta caiena, se você gostar) e misture bem.

O rendimento da receita depende muito da voracidade ao comer. Aqui, deu duas porções caprichadas, para mim e o filho de 9 anos.


PIPOCA COM ALHO, ALECRIM E PÁPRICA DEFUMADA

Dificuldade: Fácil
Rendimento: 2 porções

Ingredientes
4 dentes de alho laminados
2 raminhos de alecrim fresco
Óleo vegetal (o bastante para envolver os grãos de milho)
3 colheres (sopa) de milho para pipoca
1 colher (chá) de sal
Páprica defumada a gosto

MODO DE FAZER

  1. Cubra o alho e o alecrim com o óleo numa panela. Leve ao fogo mais baixo possível e aqueça até o alho dourar, com muita atenção para não deixar queimar o alho. Remova do fogo e espere pelo menos uma hora.

  2. Descarte o alecrim e reserve o alho dourado. Verta o óleo para um copo ou outro recipiente.

  3. Na mesma panela, adicione o milho e o sal. Misture bem. Coloque óleo o bastante para envolver os grãos. Misture.

  4. Ligue o fogo baixo. Quando começar a chiar, tampe a panela e espere a pipoca estourar. Quando o intervalo dos estouros reduzir, espere um minuto e desligue o fogo.

  5. Misture a páprica e o alho reservado à pipoca pronta. Ajuste o sal, se necessário.

Receitas do Marcão

Marcos Nogueira é jornalista profissional e cozinheiro amador. Escreve também a coluna Cozinha Bruta, além de apresentar o programa homônimo no canal Sabor & Arte. Instagram: @cozinhabruta

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem