De faixa a coroa

Misses gêmeas e miss surda estão entre candidatas ao título de Miss Rio de Janeiro

Etapa carioca foi marcada para 1º de novembro, assim como o Mister RJ

Esthefane Souza, miss Rio de Janeiro 2019 Divulgação

À medida que o isolamento social começa a ser flexibilizado, as agendas de concursos de beleza também voltam a aparecer. Dessa vez, são o Miss Rio de Janeiro Mundo e do Mister Rio de Janeiro CNB que confirmaram, com exclusividade à coluna, que acontecerão juntos, no dia 1º de novembro, com transmissão pelo canal do CNB (Concurso Nacional de Beleza) no YouTube.

“Este será o primeiro concurso estadual do ano, com palco. Assim como os nacionais, vamos seguir todas as normas sanitárias recomendadas. Já mandamos produzir máscaras personalizadas e estamos elaborando medidas para receber as misses e misters da maneira mais segura e realizar um evento lindo e com distanciamento”, conta o publicitário André Cruz, realizador dos concursos.

Serão 18 misses e 17 misters concorrendo aos postos que hoje pertencem a Esthefane Souza e Vinicius Marçal, vencedores do ano passado. Com o título, os dois participaram de competições nacionais que escolhem os brasileiros que representarão o país no Miss Mundo e no Mister Mundo. Souza ficou entre as 20 semifinalistas, enquanto Marçal não chegou a se classificar.

Segundo Cruz, os competidores virão de várias cidades do Rio de Janeiro, e o evento não terá a presença de público, justamente para garantir a segurança de todos. “Inclusive vamos ter um teste de Covid-19 para cada um deles”, completou ele.

Entre o time de candidatos deste ano, Cruz destaca a diversidade dos perfis. Duas irmãs gêmeas, Emily e Evelyn Trepin, ambas de 21 anos e respectivamente estudantes de direito e odontologia, dividem a faixa de Armação de Búzios, algo incomum no mundo dos concursos de beleza. Já a representante do município de Penedo, a modelo internacional Janaina Martinez Ribeiro, 24, é deficiente auditiva.

Além de modelos e influenciadores digitais, entre as mulheres há também candidatas que são estudantes de medicina, jornalismo, fisioterapia, entre outros. Já no grupo masculino, estão na disputa atores, modelos e barbeiros, sem falar em dois jogadores de futebol, um empresário, um surfista e um motorista de aplicativo.


A competição terá provas que valem pontos classificatórios, como as de melhor modelo, criatividade e fantasia, popularidade, entrevista, talento e beleza pelo bem, que será uma ação social em conjunto, visando arrecadações pelos próprios postulantes. Depois disso, um júri artístico analisa os mais bem pontuados, que serão eleitos no espetáculo ao vivo.

De faixa a coroa

Fábio Luís de Paula é jornalista especializado na cobertura de concursos de beleza, sendo os principais deles o Miss Brasil, Miss Universo, Miss Mundo e Mister Brasil. Formado em jornalismo pelo Mackenzie, passou por Redações da Folha e do UOL, além de assessorias e comunicação corporativa.
Contato ou sugestões, acesse instagram.com/defaixaacoroa e facebook.com/defaixaacoroa

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem