Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Zapping - Cristina Padiglione

Diretores da Globo reagem com humor a piada de Paulo Vieira

Humorista comparou final do BBB à diretoria da emissora: 'Só tem homem'

Samantha Almeida, diretora de Criação da Globo
Samantha Almeida, diretora de Criação da Globo, primeira mulher negra a ocupar posto de comando na Globo, durante a Rio2C - Cristina Padiglione/Folhapress
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Diretora de Criação dos Estúdios Globo desde outubro passado, quando chegou à empresa da família Marinho, Samantha Almeida finalmente teve oportunidade de se apresentar como tal para profissionais do mercado audiovisual durante o lançamento da nova programação da Globo e GloboPlay no Rio2C, evento de conteúdo de TV, streaming, cinema e games que acontece até domingo (1º), no Rio.

Como a apresentação do painel sobre a Globo foi feita por Paulo Vieira e Sophie Charlotte, Samantha não perdeu a chance de desmentir presencialmente a boa piada do humorista em sua última semana à frente do quadro "BBB Terapia", quando ele disse que a final do BBB deste ano estava parecendo "reunião de diretores da Globo: só tem homem". "Se bem que a gente sabe que isso não é verdade, porque no BBB tem dois pretos", arrematou, referindo-se a Paulo André e Douglas Silva, e alfinetando a falta de diversidade histórica da própria casa.

"Meu grupo de família enlouqueceu!", reagiu Samantha ao subir ao palco da Rio2C. "Minha tia perguntou: 'Esse garoto não te conhece, não? Ele é do seu time? Dá um sustinho nele, manda uma mensaginha pra ele'. Teve que mandar áudio pra se desculpar, porque praga de tia...", disse ela, em tom bem-humorado, sublinhando a figura da primeira mulher negra a ocupar um posto de chefia no alto comando da emissora.

Antes que ela dissesse isso, em tom amistoso e achando graça do episódio, Vieira a cumprimentou cheio de reverências: "Minha chefinha preferida", disse ele. E ainda antes que Samantha entrasse em cena, o diretor da Globo e afiliadas, Amauri Soares, também já tinha reagido à mesma piada, quando foi chamado por Vieira a entrar no palco.

"Um dos pouquíssimos diretores homens da TV Globo", brincou o chefe, ao surgir em cena. "Você vai trazer esse assunto aqui, na frente das visitas?", questionou Vieira, ao que Soares respondeu, rindo: "Não, esse assunto está superado".

HISTÓRICO MASCULINO BRANCO

A reação dos diretores divertiu a plateia e sanou os efeitos da piada à falta de diversidade que afeta não só a diretoria da Globo, mas a cúpula da grande maioria das empresas de mídia e audiovisual do país. Se a frase de Vieira não tivesse fundamento, não teria provocado tal reação.

Não por acaso, a diversidade tem dado a tônica desta Rio2C, que voltou a acontecer presencialmente após dois anos. Falou-se sobre a necessidade de equilibrar gêneros e cores na frente e por trás das câmeras em todas as palestras do evento, passando por Netflix, Paramount e Porta dos Fundos, além da Globo. O assunto deve chegar nesta quinta (28) a painéis da Amazon Prime Video e WarnerMedia, que engloba a HBO.

A própria Globo é tradicionalmente uma empresa dirigida por homens brancos, como apontou Vieira no "BBB Terapia". Samantha é a única mulher negra a integrar a alta diretoria da Globo em 57 anos de emissora. Antes dela, a emissora teve Marluce Dias da Silva, mulher branca, no posto de diretora-geral por quatro anos, entre a gestão de Boni e Octávio Florisbal, sendo uma exceção no reinado masculino da casa.

Ainda assim, a Globo é caso único em relação à concorrência de seus pares na radiodifusão brasileira. Band, Record, SBT, TV Cultura e RedeTV! têm diretorias ocupadas por homens brancos. No SBT, Renata Abravanel, herdeira número 6 de Silvio Santos, está hoje à frente da presidência do Grupo Silvio Santos. Antes dela, sua irmã Daniela Beyruti já havia exercido o cargo de diretora artística da emissora.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem