Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui para continuar.

Zapping - Cristina Padiglione

Filme de Lázaro Ramos ganha data de estreia

Aplaudido em festivais internacionais, 'Medida Provisória' vinha sendo sucessivamente adiado

O diretor e sua protagonista: Lázaro Ramos e Taís Araújo durante apresentação de 'Medida Provisória' no Festival do Rio, em dezembro de 2021 - Daniel Ramalho / AFP
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Aplaudido por festivais e críticos internacionais, "Medida Provisória", primeiro filme de ficção de Lázaro Ramos, finalmente ganha data de estreia no Brasil. Adiado sucessivamente, em parte por culpa da pandemia, em parte por mais um capítulo das burocracias criadas pela Ancine do atual governo, o lançamento está agendado para 14 de abril nos cinemas brasileiros.

Baseado no sucesso teatral brasileiro "Namíbia, não!", de Aldri Anunciação (que também está no elenco do filme), o roteiro foi escrito originalmente em 2011. Lázaro se apaixonou pelo texto e o adaptou para o cinema em 2015. As filmagens aconteceram em diversas locações na cidade do Rio de Janeiro ainda em 2019, antes do fator Covid.

O enredo se concentra em um futuro distópico em que o governo brasileiro decreta uma medida provisória que obriga os cidadãos negros a fazerem de volta o caminho de seus ancestrais à África como forma de reparar os tempos de escravidão. Nesse contexto estão os protagonistas, nas vozes de Alfred Enoch, Taís Araújo e Seu Jorge.

Enoch vive o advogado Antônio, enquanto Taís é Capitu, médica e mulher dele, e Seu Jorge faz seu primo, o jornalista André. Os três decidem resistir, uns confinados em suas casas, outros no Afrobunker –movimento que luta pelo direito de permanecerem em seu país.

Com 77 atores, o elenco reúne ainda Adriana Esteves, Renata Sorrah, Mariana Xavier, Emicida, Flávio Bauraqui e Paulo Chun. A partir do conflito central e da história de amor vivida pelos personagens de Taís e Enoch, o filme debate questões sociais e mistura humor, drama e thriller.


A trilha sonora tem direção musical de Plínio Profeta, Rincon Sapiência e Kiko de Souza, com canções nas vozes de Elza Soares, Xênia França e Liniker e a busca pelo hip hop paulista contemporâneo.

Antes mesmo de chegar aos brasileiros, "Medida Provisória" já ostenta uma galeria de prêmios, como troféu de melhor roteiro para Lázaro Ramos e Lusa Silvestre, Aldri Anunciação e Elísio Lopes Jr. no Indie Memphis Film Festival, nos Estados Unidos. No Pan African Film, em Los Angeles, foi contemplado como melhor direção e melhor ator para Alfre Enoch, em 2021.

No Festival de Huelva, na Espanha, foi premiado pela direção e também mehor ator para Enoch. Em Lisboa, no Festin Festival, Lázaro recebeu o prêmio de melhor realizador.

"O primeiro longa de Lázaro Ramos é uma ficção pungente e assustadora e mostra com firmeza a situação complexa dos afro-latinos", disse texto no jornal Los Angeles Times após a passagem do filme pelo festival americano SXSW (South by Southwest). Já o LA Weekly afirmou que "é o longa mais apaixonado, inventivo e inteligente e revigorante do ano".

Para o diretor, o filme é um alerta sobre coisas que a gente não quer que aconteça e ele espera sensibilizar as pessoas com entretenimento, já que tem "momentos de humor e momentos de emoção que vão para além da compreensão racional política".

Qualquer semelhança com a realidade é latente, mas o diretor reforça que "é uma distopia, assim como tantas outras do audiovisual, entre elas 'The Handmaid’s Tale' e 'Black Mirror'";

"Medida Provisória" tem produção da Lereby, produtora de Daniel Filho, e da Lata Filmes, com coprodução da Globo Filmes e Malanina Acentuada.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem