Zapping - Cristina Padiglione

Joy se despede do filho antes de morrer em 'Um Lugar ao Sol'

Ravi testemunhará queda da ex-mulher de um viaduto, após última pichação

Joy (Lara Tremouroux) - Globo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Personagem que incomodou muita gente ao longo da novela, em especial por abandonar filho e marido, Joy (Lara Tremouroux) morrerá no capítulo desta sexta-feira (28) de "Um Lugar ao Sol", ou assim está previsto no folhetim das nove da Globo.

A mãe de Francisco, a quem Cristian/Renato (Cauã Reymond) tem ajudado a sustentar, sob a condição de que ela não volte a conviver com Ravi (Juan Paiva), tentará se pendurar em uma corda para realizar uma pichação em um viaduto, mas, em um momento de descuido, cairá do local.

O acidente ocorrerá após Joy se desentender com a mãe, Inácia (Yara de Novaes), que critica a filha por ter abandonado Francisco. Inácia diz à pichadora que, apesar de ter todos os defeitos, nunca deixou nada faltar a ela e aos irmãos. Culpada, Joy decide finalmente rever Francisco.

Já ciente da despedida, Joy entrega a Mimi (Maithê Rodrigues) uma pequena medalha e pede que a menina prenda a peça no berço de Francisco. Joy se despede de sua irmã e do filho e avisa que não vai mais voltar.

Quando Ravi chega em casa e Mimi lhe conta o que a irmã disse, o rapaz se desespera mais uma vez e, a esmo, decide sair à procura de Joy. Ravi não chegará em tempo e testemunhará a queda da ex após a última pichação.

O incômodo da audiência com Joy não deixa de reforçar o machismo do público, que tampouco aprova situações de abandono de filho por parte de um pai, mas não demonstra tanta indignação por isso como tem feito com a moça.

De Lícia Manzo, com direção artística de Maurício Farias, "Um Lugar ao Sol" vai até o fim de março. A obra é escrita com Leonardo Moreira e Rodrigo Castilho, com colaboração Carla Madeira, Cecília Giannetti, Dora Castellar e Marta Goés. A direção geral é de André Câmara e direção de Vicente Barcellos, Clara Kutner, João Gomez, Pedro Freire e Maria Clara Abreu. A produção é de Andrea Kelly e a direção de gênero de José Luiz Villamarim.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem