Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui para continuar.

Zapping - Cristina Padiglione
Descrição de chapéu jornalismo

Da Itália, Ilze Scamparini fala a Bial sobre seu primeiro romance

Jornalista aborda o universo da guerra do Kosovo e revela bastidores da cobertura do Vaticano

Ilze Scamparini causa polêmica ao aparecer com óculos azuis *** **** - Reprodução/Twitter
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Correspondente da Globo na Itália desde 1999, Ilze Scamparini participa do Conversa com Bial desta terça-feira (7). No programa, a jornalista fala sobre o lançamento do livro "Atire Direto No Meu Coração". Livremente inspirado em fatos reais, o romance de estreia de Ilze traça um retrato emocionante da força e da resiliência de uma mulher que, em meio à guerra do Kosovo, lança à sorte sua própria vida.

A Pedro Bial, Ilze conta que a história nasceu à época de sua chegada à Itália para ser correspondente e, depois de alguns anos, conheceu uma soldada que havia sido voluntária. Mesmo que não tenha de fato ido à guerra, a jornalista revela que foi como se as bombas estivessem estourando ao seu lado, apenas de ouvir o relato.

"Eu acho que esse livro mostra, ou pelo menos tenta mostrar – e espero ter conseguido isso – como a guerra transforma para pior tudo", analisa Ilze.

É claro que a visita vale também para que ela fale sobre os bastidores da cobertura do Vaticano e para lembrar de reportagens marcantes em sua carreira, como o dia em que entrevistou o Papa Francisco durante uma viagem de avião. A chegada da Covid-19 à Itália no início da pandemia também será assunto da conversa.

A jornalista tomou gosto pela labuta de trabalhar num livro e já vem preparando um segundo lançamento, dessa vez sobre sua vivência em Roma, uma das cidades mais fundamentais para serem visitadas no mundo. "Acho que pode ser uma contribuição de tudo que eu vi e vivi aqui esses anos", diz ela.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem