Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Zapping - Cristina Padiglione

Band dá olé na Globo e transmite sozinha mundial de clubes na TV aberta

Palmeiras disputará o título, como no ano passado, agora com exibição em outra tela

Torcedores do Palmeiras comemoram vitória sobre o Flamengo em Montevidéu, rumo ao Mundial de Clubes em Abu-Dhabi - Foto: Dante Fernandez/AFP - 27.nov.2021
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A Band tirou da Globo os direitos de transmissão do Mundial de Clubes, que coloca o Palmeiras em mais uma tentativa de obter seu tão cobiçado título de campeão mundial.

O feito foi anunciado pelo diretor de jornalismo da emissora, Rodolfo Schneider, neste domingo (19), durante o Show do Esporte. A final será exibida pela TV aberta do grupo, além das rádios Bandeirantes e Band News FM.

Sete clubes estarão no páreo. Além do Palmeiras, a disputa inclui Chelsea, Al-Ahly, Monterrey, Al-Hilal, Al-Jazira e Auckland. O campeonato terá início no dia 3 de fevereiro de 2022, com a final no dia 12, diretamente de Abu-Dhabi, nos Emirados Árabes.

Com isso, a Globo acumula mais uma perda no campo dos direitos esportivos.

Embora tivesse perdido a Taça Libertadores para o SBT em 2020, a emissora transmitiu a final do Mundial de Clubes com o Palmeiras no ano passado. A Globo também perdeu a Fórmula 1 para a Band em 2021 e não terá mais o Paulistão em 2022, quando a Record passa a transmitir o campeonato regional de futebol masculino de São Paulo.

Por sorteio, o alviverde vai enfrentar Al Ahly, do Egito, ou Monterrey, do México, na semifinal. primeira fase do Mundial será disputada entre Al Jazira e Auckland City. Já as quartas-de-final foram sorteadas com a participação do meio-campista Blerim Džemaili, ex-Napoli e Galatasaray. O Ah Ahly irá enfrentar o Monterrey.

O vencedor deste confronto pega o Palmeiras na semifinal.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem