Zapping - Cristina Padiglione

Abertura de 'Um Lugar ao Sol' dá pista da tatuagem que entrega Christian

Impostor já viu que irmão gêmeo ostentava grande pintura nas costas

Abertura da novela 'Um Lugar ao Sol'
Tatuagem na abertura de 'Um Lugar ao Sol' indica sinal de Renato (Cauã Reymond) que gêmeo impostor não tem - Reprodução
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

É uma pista e tanto a tatuagem que aparece em processo de realização nas costas de alguém que supostamente é Cauã Reymond na abertura de "Um Lugar ao Sol", novela de Lícia Manzo que estreou na segunda-feira (8), na faixa nobre da Globo. Resta saber se aquelas costas são de Renato, o gêmeo rico que ostentava um grande desenho nas costas, ou de Christian, que já percebeu nisso uma falha alarmante para levar adiante o plano de se fazer passar pelo irmão.

Foi quase sem pensar no que estava fazendo que Christian, o gêmeo pobre que luta por um lugar ao sol, assume o posto do irmão rico, a quem conhecera naquela mesma noite. Renato foi morto por traficantes que confundiram um gêmeo com outro, devedor de uma mercadoria de drogas que lhe foi roubada quando pegou no sono, no ônibus.

O moço desprovido, convenhamos, teve um recorde de falta de sorte nas 48 horas anteriores à morte de Renato, e foi se enrolando até precisar fugir da comunidade onde mora. Mas na hora de tomar o caminho da rodoviária, foi deu de cara com o irmão rico e viu aí uma chance de sobrevivência.

Após a morte do irmão, ele volta ao apartamento de Renato, em Ipanema, e acaba sendo encontrado por Bárbara (Alinne Moraes), a namorada de Renato, que o coloca para dentro de seu carro para tirar satisfação sobre a ausência, em um jantar de família na véspera, daquele que ela pensa ser seu namorado.

Já na casa dela, quase tirando a camisa para levá-la à cama, Christian bate o olho em um porta-retrato na cabeceira e vê a tatuagem do irmão. Imediatamente, segura a camisa no corpo e mantém-se vestido.

A expectativa agora é saber se ele conseguirá reproduzir um desenho igual ao de Renato, primeiro de muitos desafios que enfrentará para parecer ser quem não é, uma missão de peso capaz de encantar qualquer ator.

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem