Zapping - Cristina Padiglione

Dani Calabresa homenageia Zilda Cardoso, intérprete original da Catifunda

Atriz disse que só queria que ela soubesse o quanto ela ama reviver a personagem da 'Escolinha'

0
A atriz e comediante Zilda Cardoso interpreta a personagem Catifunda na " Escolinha do professor Raimundo ". Credito:Divulgação/TV Globo - Divulgação/TV Globo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Dani Calabresa, que revive Catifunda na atual versão da "Escolinha do Professor Raimundo", com Bruno Mazzeo como mestre, publicou um texto em sua homenagem no Instagram: “Eu queria muito ter dado um abraço nela. Queria que ela soubesse o quanto eu sou fã dela e o quanto eu amo fazer a Catifunda! Obrigada por me fazer rir, Zilda Um beijo e vá em paz. 'Saravá!'”, disse Dani, repetindo o bordão da personagem.

Intérprete da adorável Catifunda, uma das personagens clássicas da "Escolinha do Professor Raimundo", ao lado de Chico Anysio, a atriz Zilda Cardoso, 83 anos, morreu nesta sexta-feira (20), em seu apartamento no bairro Santa Cecília, em São Paulo.

De acordo com a polícia, a cuidadora chegou à casa de Zilda, que morava sozinha, à tarde. Ela estava na cama e não respondeu aos chamados. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) constatou a morte às 16h12. O corpo passará por exame de necropsia para averiguar a causa da morte. Zilda estava na TV desde os anos 1960, trabalhou na TV Paulista, TV Rio e na “Praça da Alegria” e “A Praça É Nossa”.

Dona Catifunda (Dani Calabresa) - Estevam Avellar/Globo

RETRÔ

Apresentador da Retrospectiva 2019 na Record, que vai ao ar no dia 26, às 22h30, Domingos Meirelles responde à coluna qual fato de 2019, na opinião dele, será lembrado daqui a 50 anos:
"O que vai ser lembrado daqui a 50 anos é a tragédia de Brumadinho. Um exemplo de desídia e descaso do poder público com relação ao outro, à população brasileira. Esse episódio é extremamente marcante no momento em que há uma preocupação mundial com o meio ambiente. Essa tragédia, na verdade, não chegou a ser uma surpresa, ela era uma tragédia anunciada”.

Domingos Meirelles na Retrospectiva 2109
Domingos Meirelles apresenta a Retrospectiva Record 2019 - Antonio Chahestian/Divulgação

DESPEDIDA

Ao apagar das luzes de 2019, mais uma jornalista deixa a Globo. Foi anunciada nesta sexta-feira (20) a saída de Sandra Passarinho. Ela tinha de Globo a mesma idade do Jornal Nacional: 50 anos. Sandra pediu seu desligamento da emissora para ir trabalhar em um novo projeto digital.

Repórter Sandra Passarinho
Sandra Passarinho decide deixar o jornalismo diário para se dedicar a novos projetos - Memória Globo/Reprodução

ANTENA

O presidente da Fundação Padre Anchieta, mantenedora da TV Cultura, José Roberto Maluf, assinou parceria com a TV Unesp, de Bauru, que passa a ser uma nova afiliada da emissora para o público de Bauru e Botucatu. Desde sexta-feira (20), a Cultura chega também a Bertioga pelo Canal Costa Norte.

A BOA DO DIA

Sabrina Sato e Marcos & Belutti estarão no Programa da Maisa
SBT, às 15h15

AUDIÊNCIA


11,3 pontos
teve “A Praça é Nossa”, dando liderança ao SBT na quinta (19)

7,1 pontos
teve o The Noite, de Danilo Gentili, na quinta, líder no horário

Zapping - Cristina Padiglione

Cristina Padiglione, 50, é jornalista e escreve sobre assuntos relacionados à televisão. Ela cobre a área desde 1991, quando a TV paga ainda engatinhava. Ela passou pelas Redações dos jornais Folha da Tarde (1992-1995), Folha (1997-1999) e O Estado de S. Paulo (2000-2016), entre outras publicações. Ela também tem o blog Telepadi (telepadi.folha.com.br), hospedado no site da Folha.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem