Bate-Papo na Web
Descrição de chapéu Agora series

Série de TV não equivale à terapia

Veja onde encontrar ajuda profissional gratuita na pandemia

Cena da série 'This is Us'
Cena da série 'This is Us' - Divulgação
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Agora

A coluna da semana passada sobre “This Is Us” bombou no Twitter da Folha. A maioria dos comentários e retuítes concorda com esta colunista: a série é ótima, é difícil assisti-la sem se acabar de chorar e, por incrível que pareça, isso é bom.

Mas muitas pessoas também criticaram o título, que dizia que a série é "quase uma terapia, só que mais barata" –porque isso poderia desestimular quem precisa de atendimento psicológico a procurar ajuda profissional.

Infelizmente, na internet muita gente só lê o título e nem se dá ao trabalho de ler o texto. Se tivessem lido, veriam que em nenhum momento disse que uma série de TV substitui uma terapia de verdade. Só o uso do "quase", pelo menos pelo que eu entendo da língua portuguesa, já deixa isso claro.

A coluna não tratava do assunto. A frase do título, que também encerra o texto, era obviamente uma figura de linguagem, uma hipérbole, um exagero cometido para elogiar a intensidade e a profundidade da série. Será que era preciso ter colocado um adendo do tipo “Aviso: contém hipérbole”?

Além disso, se acompanhassem a coluna, saberiam que já tratei diversas vezes aqui sobre saúde mental e a importância de procurar ajuda profissional. Inclusive criticando abordagens superficiais que se espalham pela internet, como na coluna "Mensagens motivacionais proliferam nas redes, mas se for preciso procure ajuda profissional".

Então, aproveito para reforçar: se estiver em sofrimento psicológico, vá atrás de apoio. Veja abaixo onde encontrar atendimento gratuito na pandemia.

> Mapa Saúde Mental: mapasaudemental.com.br
Clique em “Mapa virtual” e depois “Para todos os grupos” e “Para grupos específicos”. Se conhecer um serviço que não está na lista, pode indicá-lo na página inicial.

> Mapa social – Atendimento psicológico e serviços direcionados ao público adulto em geral:
Lista em PDF elaborada por professoras da UFMG, contém links de instituições de todo o país.

> CVV (Centro de Valorização da Vida): cvv.org.br
Atendimento 24 horas por dia pelo site ou pelo telefone 188.

Bate-Papo na Web

Alessandra Kormann é jornalista, tradutora e roteirista. Trabalhou sete anos na Folha.
Desde 2005, é colunista do Show!, do jornal Agora.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem