Bate-Papo na Web
Descrição de chapéu Agora

Desconhecimento sobre processo científico faz com que pessoas acreditem em fake news

Erro e dúvida fazem parte da ciência

Cientista trabalha em laboratório do Instituto Butantan, em São Paulo
Cientista trabalha em laboratório do Instituto Butantan, em São Paulo - Divulgação

Na semana passada, a coluna participou da campanha #CientistaTrabalhando, que no mês de julho ocupa espaços na imprensa para falar sobre o processo científico. Hoje, mais do que nunca, a ciência precisa ser valorizada, divulgada e compreendida. Por isso volto ao assunto.

Em plena pandemia que já matou mais de 625 mil pessoas no mundo, ainda vemos muita gente –inclusive governantes– espalhando fake news criminosas sobre o coronavírus na internet. Seja fazendo propaganda enganosa de um remédio que diversos estudos já provaram que não funciona para tratar a Covid-19, seja difundindo mentiras sobre as vacinas em produção, seja incentivando as pessoas a não usarem máscaras, a insanidade misturada à irresponsabilidade parece não ter fim. Mas por que tanta gente cai nesse tipo de conversa?

Há muitas possibilidades, como determinados traços de personalidade ou uma necessidade maior de aceitação por um grupo. Mas o fato é que a falta de conhecimento sobre como funciona o processo científico, infelizmente, ajuda bastante nisso.

Por exemplo, recentemente a OMS (Organização Mundial da Saúde) foi muito criticada por idas e vindas em relação aos estudos da hidroxicloroquina (o remédio que não funciona) ou por ter demorado a recomendar o uso de máscaras para todos. Acontece que a ciência é feita por hipóteses, que são testadas e confirmadas ou não. O erro faz parte desse processo, assim como a dúvida permanente. A certeza absoluta é dos ignorantes. Foi assim que evoluímos e chegamos até aqui.

O pior é que uma das maiores invenções da ciência –a internet– agora está sendo usada também contra ela. Os cabos de fibra ótica no fundo do oceano que conectam bilhões de pessoas em todos os continentes foram criados por meio da ciência. Esse celular aí na sua mão, por onde você recebe fake news atacando a ciência, também é produto da ciência.

Combata as fake news. Defenda a ciência

Agora

Bate-Papo na Web

Alessandra Kormann é jornalista, tradutora e roteirista. Trabalhou sete anos na Folha.
Desde 2005, é colunista do Show!, do jornal Agora.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem