Bate-Papo na Web

Idosos dizem preferir WhatsApp e acham difícil aprender a lidar com novas tecnologias

Estudo informal mostra que o segundo na lista é o Facebook

Logo do conhecido aplicativo de conversas WhatsApp - REUTERS

Na semana passada, pedi para os leitores me contarem sobre a sua relação com a internet. Se você quiser entrar nesse bate-papo, escreva para o email do Bate-papo na Web. Lembrando que isso é um levantamento e não uma pesquisa científica, mas dá para ter uma boa ideia sobre o universo dos leitores.

A maioria que respondeu é formada por idosos que utilizam a internet principalmente por meio do celular. A rede social preferida é o WhatsApp, seguido de perto pelo Facebook. Em geral, eles não acham fácil aprender a lidar com as novas tecnologias e costumam recorrer a filhos, netos e outros parentes e amigos quando precisam de ajuda.

O leitor José Manuel Rodrigues, 71, deu um exemplo. “No final de semana, coloquei o celular no bolso da bermuda e saí por aí, sem desligar o dito cujo. O bolso começou a esquentar. Fui olhar e não consegui ler nada, estava tudo em alemão. Tive que pedir ajuda a um colega que fala alemão para mudar o idioma para português.”

Os leitores também contaram que tinham resistência à internet no começo, mas acabaram percebendo a sua importância e descobrindo os seus benefícios na sua vida pessoal. Mas, em relação às mudanças no mundo, vários apontaram os problemas que vieram junto.

"Ao mesmo tempo em que você está próximo de alguém do outro lado do mundo, se distancia de quem está ao seu lado. Você anda na rua, nos restaurantes, nas reuniões de família e vê que a maioria das pessoas está com o celular na mão. Não temos mais tempo para ligar, bater papo, fazer uma visita, tudo acaba sendo feito via internet”, disse a leitora Sandra Ferrarezi.

​A leitora Cinira de Paula, 59, concorda. “O ser humano se tornou ansioso demais. Filmam tudo e postam tudo! Muitas vezes, deixam de usar o seu tempo em benefício próprio. Eu não fico sempre conectada. Preciso estar comigo, no silêncio do meu coração. Utilizo a internet a meu favor.”

Como conseguir essa sabedoria?

 

Bate-Papo na Web

Alessandra Kormann é jornalista, tradutora e roteirista. Trabalhou sete anos na Folha.
Desde 2005, é colunista do Show!, do jornal Agora.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem