Cinema e Séries

Sequência de 'Mamma Mia!' mostra o passado de Donna, vivida por Meryl Streep no filme

O longa musical estreia nesta quinta-feira (2) em todo o Brasil

As atrizes Jessica Keenan Wynn, Lily James e Alexa Davies em cena do filme
As atrizes Jessica Keenan Wynn, Lily James e Alexa Davies em cena do filme - Divulgação
Descrição de chapéu Agora
Letícia Naísa
São Paulo

Sequência do filme musical de sucesso de 2008, estreia nesta quinta-feira (2) nos cinemas "Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo". Se há dez anos o público conhecia a história de Sophie (Amanda Seyfried), criada sozinha por Donna (Meryl Streep) e com três pais em potencial, agora é a vez de saber mais sobre o passado de Donna (jovem, interpretada pela atriz Lily James, que esteve em “Cinderela").

O longa mostra como a personagem chegou a uma ilha grega paradisíaca, a fictícia Kalokairi, e se envolveu com três homens diferentes, ao longo de três semanas. Paralelamente, no presente, Sophie enfrenta um dilema parecido com o da mãe nos anos 1970, inclusive com a mesma idade dela.

Aos 25 anos, a garota também está grávida e sozinha na ilha, com um hotel herdado –da própria Donna– e prestes a ser reinaugurado. São detalhes do passado que se repetem e fazem com que a filha se veja ainda mais próxima da mãe, agora viva na memória dos amigos e família.

Marcado por luto e solidão, o enredo do filme bem que poderia ser contado de forma mais trágica. Mas "Mamma Mia! 2", embalado por trilha sonora dos anos 1970, possui uma leveza que somente um musical poderia proporcionar, divertido do começo ao fim.

CHER LANÇARÁ DISCO DE COVERS DO ABBA

Aos 72 anos, a cantora Cher faz uma participação para lá de especial em "Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo". A veterana interpreta a avó de Sophie (Amanda Seyfried), que chega de forma inesperada à inauguração do hotel herdado de sua mãe, Donna (Meryl Streep).

Com os cabelos platinados e um figurino impecável, Cher canta a música "Fernando" ao lado do ator Andy García. No filme, eles relembram uma história de amor de seus personagens. "Ela foi divina", fala Meryl Streep, em vídeo divulgado pela Universal Pictures.

Depois de sua participação no filme, Cher anunciou em entrevista ao canal americano NBC que pretende lançar um álbum com covers do Abba. "Depois que eu cantei ‘Fernando’, pensei que seria divertido fazer um álbum com músicas do Abba", contou. "Fiz do meu próprio jeito."

ABBA PLANEJA RETORNO COM NOVAS CANÇÕES

Sucesso das décadas de 1970 e 1980, o grupo sueco Abba estourou depois de ganhar o Festival Eurovisão da Canção, em 1974. A banda se desfez em 1982, mas se manteve no topo das paradas durante todos os anos 1990. E é lembrada até hoje.

Em abril deste ano, o grupo anunciou nas redes sociais que se reuniria novamente para gravar duas músicas inéditas. "Nós quatro achamos que, depois de 35 anos, poderia ser divertido unir forças de novo e entrar em um estúdio de gravação. Então, fizemos isso", diz o comunicado da banda, que inclui Benny Andersson, Anni-Frid "Frida" Lyngstad, Björn Ulvaeus e Agnetha Fältskog.

Para os fãs do Abba, a expectativa desse retorno é enorme. "Estou ansioso para ver esse material", afirma o músico Ícaro Reis, 30 anos. "Mas fico com certo receio de ser um tipo de música com uma fórmula pronta de sucesso e não ter a cara deles", pondera. Ele diz gostar das letras e das melodias românticas e dançantes. Sua favorita é "SOS".

O ritmo cativante e o romantismo foram justamente os fatores que garantiram o sucesso do grupo por tanto tempo –e também da primeira versão do filme "Mamma Mia!". Fã da música "Dancing Queen" e da atriz Meryl Streep, a artesã Teka Monteiro, 54, conta já ter visto o primeiro filme "várias vezes".

Do segundo, espera novas histórias de amor. "Quero muito saber como começou a trama da Donna e ver como eram os personagens quando jovens", diz. "Gosto muito do papel da Meryl. Eu queria ter tido a coragem que ela teve de viver aventuras e romances durante os anos 1970. Foi uma época mesmo bem louca. Espero que esse segundo filme seja tão bom quanto o primeiro", finaliza Teka.

Agora
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias