Cinema

'Jack poderia ter se esforçado para ficar em cima da porta com Rose', diz Kate Winslet

No filme "Titanic", Jack e Rose vivem uma história de amor com um final trágico
No filme "Titanic", Jack e Rose vivem uma história de amor com um final trágico - Divulgação Paramount Pictures


Se tem uma cena do cinema moderno que ficou para a história é aquela em que Rose (Kate Winslet), deitada sobre uma porta de madeira à deriva, segura a mão de seu amado Jack (Leonardo DiCaprio) enquanto ele próprio vira picolé no mar.

A atriz que interpretou a mocinha do blockbuster "Titanic", Kate Winslet, admitiu que o desfecho do casal poderia ter sido diferente em entrevista ao programa "Late Show", comandado por Stephen Colbert, na quinta (30).

O apresentador recordou que, durante a trama, a personagem de Winslet diz: "Eu nunca te deixarei ir, Jack". Ela riu e logo disse que sabia que Rose tinha mentido. "Eu sei. Concordo com você, eu menti mesmo. Mas ele [Jack] devia ter se esforçado para ficar em cima daquela porta junto com ela".

Kate também falou pela primeira vez que o papel de Jack teve outro candidato antes de DiCaprio. "Fiz testes com o Matthew McConaughey. Não é estranho? Eu nunca havia falado sobre isso em público antes!".

Outra revelação tem a ver com cena em que ela e DiCaprio se entregam ao amor dentro de um carro no porão do navio. Segundo ela, aquele momento não estava no script, literalmente. "Acho que inventamos aquilo no dia".

"Não estava calor de verdade dentro do carro, então usaram sprays com várias garrafas de água no nosso corpo e nos vidros para parecer que estávamos naquele clima de verdade", conta.

Aos 42 anos, Kate fala do icônico final do filme: "Não tive hiportermia, mas fiquei com  um frio desgraçado!". O sofrimento, no entanto, valeu a pena: rendeu o Oscar de melhor atriz para ela, uma das 13 categorias que o filme recebeu na premiação.


 
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem