Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Demi Singleton Instagram/demisingleton

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Kate Dwyer
The New York Times

Não é necessário acompanhar o mundo dos esportes para conhecer as irmãs Venus e Serena Williams, que na década de 1990 começaram a dominar e transformar o tênis feminino, com 30 títulos de Grand Slam de simples —mais 14 de duplas como um time. Conquistas que atenderam a uma ambição que seu pai, Richard Williams, havia concebido antes do nascimento das filhas.

"King Richard: Criando Campeãs", que estreia nos cinemas brasileiros em 2 de dezembro, visa pintar um quadro persuasivo e detalhado da família Willians —um retrato oficial, pode-se dizer— em seu caminho para a fama e fortuna. Um entretenimento antiquado, um drama esportivo que também é uma história atraente e socialmente alerta de perseverança e a busca direta pela excelência.

No papel de Serena Williams aparece a atriz, cantora, dançarina e violoncelista Demi Singleton, com apenas 14 anos, nascida em Nova York, apesar de viver atualmente em uma casa em estilo espanhol em Los Angeles, onde mora com seus pais e dois irmãos. No longa, ela trabalha ao lado de Will Smith, que interpreta Richard Williams, o pai da tenista. Saiba mais sobre a jovem abaixo:

Famosa por: Ela começou a dançar aos três anos e a cantar aos sete, e logo encontrou papéis na Broadway. "King Richard" é sua estreia no cinema. "Eu me senti muito amada e protegida o tempo todo", ela disse. Singleton desenvolveu uma amizade muito estreita com Saniyya Sidney, que interpreta Venus Williams. "Nós passamos o dia todo falando no telefone, ontem. Somos como irmãs de verdade, agora".

Grande oportunidade: Singleton começou a procurar oportunidades profissionais de atuação aos 10 anos, depois de assistir a "Matilda" na Broadway. "Vi um monte de gente jovem fazendo o que ama, e se divertindo demais no palco", ela disse. "Isso foi o que me fez perceber que desejava ser atriz".

Ela conseguiu um papel na versão teatral de "School of Rock" pouco depois de assinar com sua primeira agência, e depois interpretou Nala em "O Rei Leão". Singleton disse que "de algumas maneiras foi difícil, mas não parecia realmente trabalho. Trabalhar na Broadway é pura diversão, você passa momentos muito agradáveis no palco".

Projeto mais recente: Para "King Richard: Criando Campeãs", que estreou nos Estados Unidos, nos cinemas e na HBO Max, em 19 de novembro, Singleton estudou os maneirismos de Serena Williams, mas nada a preparou mais do que conhecer as irmãs Williams no set.

"Tivemos uma longa conversa sobre os namoros adolescentes das duas", ela disse. "Foi muito cool vê-las de uma perspectiva diferente e vê-las falando de outra coisa que não aquilo pelo que se tornaram famosas".

Próximo passo: Singleton quer lançar algumas canções nos próximos 12 meses, e as descreve como uma mistura de pop e R&B. "A mensagem de tudo que estou lançando é igualdade, amor e gentileza", ela disse, "porque vivemos um momento muito estranho agora".

Aprendizado: Singleton nunca tinha jogado tênis antes de "King Richard: Criando Campeãs". Fez três aulas antes de sua audição final porque os diretores de elenco queriam vê-la rebatendo bolas com Sidney na quadra. "Tive de aprender a jogar como um verdadeiro ícone do esporte", ela disse. "Precisava imitá-la. Se eu tivesse de jogar tênis agora, só saberia jogar como Serena Williams".

Traduzido originalmente do inglês por Paulo Migliacci

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem