Cinema e Séries
Descrição de chapéu Cinema

Dois episódios de Bob Esponja são retirados do ar nos Estados Unidos

Nickelodeon diz que um deles deixa de ser exibido por sensibilidade à pandemia

Cena do filme "Bob Esponja: O Incrível Resgate"
Cena do filme "Bob Esponja: O Incrível Resgate" - Divulgação
São Paulo

Dois episódios do desenho animado Bob Esponja não serão mais exibidos pela Nickelodeon, nos Estados Unidos. Um deles devido a sensibilidade à pandemia e outro por ser inapropriado para crianças. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (31) por um representante do canal.

Um dos episódios eliminados é o "Kwarantined Crab", no qual um inspetor de saúde faz uma visita ao Siri Cascudo, restaurante em que Bob trabalha, e encontra um caso de gripe dos mariscos. Todos são colocados em quarentena e isso causa pânico generalizado.

Segundo o vice-presidente executivo de comunicações da Nickelodeon, David Bittler, o episódio da 12ª temporada vai deixar de ser veiculado "devido às sensibilidades em torno da pandemia".

O outro episódio, retirado do ar, é da terceira temporada e foi considerado inapropriado para crianças. Nele, Bob Esponja e Sr. Siriguejo invadem a casa de uma mulher e roubam uma calcinha.

Em junho de 2020, a Nickelodeon oficializou que Bob Esponja é, de fato, LGBT. Em um post no Twitter para celebrar o Mês do Orgulho LGBT, o canal publicou três fotos de alguns de seus personagens coloridos, com a frase: "Celebrando o orgulho com a comunidade LGBTQ+ e seus aliados neste mês e em todos os meses".

As imagens que acompanham o post são de Korra, de "A Lenda de Korra", que encerrou sua trama em 2014 ao lado de outra mulher; de Schwoz Schwartz, de "Henry Danger", interpretado pelo ator trans Michael Cohen; e, claro, de Bob Esponja, que aparece sob um filtro nas cores da bandeira LGBT .

Há muitos anos se especulava sobre a sexualidade do animal marinho, com muitos fãs do desenho dizendo, inclusive, que ele e seu melhor amigo, a estrela do mar Patrick, na verdade seriam um casal.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem