Cinema e Séries

Robert Pattinson leu críticas de sex shops para passar o tempo nas gravações de 'O Farol'

Ator passou dois meses em pequena vila de pescadores na Nova Escócia para filme

Williem Dafoe e Robert Pattinson em 'O Farol', de Robert Eggers
Williem Dafoe e Robert Pattinson em 'O Farol', de Robert Eggers - Divulgação
São Paulo

Robert Pattinson, 33, revelou uma forma inusitada de passar o tempo, que usou enquanto filmava o longa "O Farol". Em entrevista ao Late Night with Seth Myers, o ator afirmou que criou o hábito de ler críticas de sex shops da pequena vila de pescadores na Nova Escócia, onde ele precisou ficar por dois meses para gravar o filme. 

“Haviam duas sex shops muito frequentados, que… me contaram sobre. Então antes de gravar, eu meio que fui lá. Eu passava um bom tempo olhando críticas da Yelp e muita gente costuma escrever essas críticas", disse.

"E essa cidade tem tipo 400 pessoas, talvez um pouco mais do que 400. Mas eu poderia encontrar essas pessoas nas lojas locais se eu quisesse.”

Com previsão de chegar aos cinemas brasileiros em 2 de janeiro de 2020, "O Farol" é um filme em preto e branco de terror psicológico, dirigido por Robert Eggers e co-escrito por Max Eggers.

A trama retrata da história de dois guardiões de um farol afetados pela solidão, que começam a perder sua sanidade e a ter pesadelos.

Pattinson também já está escalado para voltar às telas de cinema como o novo Batman na DC, em meados de 2021.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem