Cinema e Séries

Geena Davis diz que desequilíbrio de gêneros em Hollywood é 'vergonha'

Atriz de 'Thelma e Louise' lança documentário sobre desigualdade de gênero

Atriz Geena Davis, na California
Atriz Geena Davis, na California - Mario Anzuoni/Reuters
Kathryn Carlson
Paris

A sub-representação das mulheres atrás das câmeras em Hollywood é uma “vergonha”, segundo a atriz e ativista norte-americana Geena Davis, 63.

Davis, que estrelou o clássico cult “Thelma e Louise” ao lado de Susan Sarandon, criticou durante o Festival de Cinema Deauville, na França, o desequilíbrio entre gêneros em Hollywood no tapete vermelho do festival, onde promove seu novo documentário “This Changes Everything”, sobre desigualdade de gênero. 

“Acho que ouvi hoje que na França há 24% de diretoras mulheres, e nos Estados Unidos o número é apenas 4%. Quer dizer, 24% também não é bom, mas 4% é uma vergonha”, disse Davis a jornalistas na terça-feira (10). 

O documentário, produzido por Davis e dirigido por Tom Donahue, apresenta entrevistas com atrizes de Hollywood incluindo Meryl Streep, Reese Witherspoon, Jessica Chastain e Tiffany Haddish, e analisa a discriminação de gêneros na mídia e na indústria do Entretenimento. 

O festival de cinema norte-americano na França acontece na cidade costeira no oeste do país e prestou homenagem à carreira da atriz de 63 anos, lançada no cinema com o filme de 1982 “Tootsie”. Seis anos depois, ela conquistou um Oscar por seu papel em “O Turista Acidental”. 

Reuters
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem