Cinema e Séries

Cacau Protásio diz que Terezinha, de 'Vai que Cola', existe na vida real: 'Ela é gostosa e linda'

Atriz afirma que série leva alegria para pessoas em depressão

Cacau Protásio mostra as unhas longas e coloridas de Terezinha, do "Vai que Cola"
Cacau Protásio mostra as unhas longas e coloridas de Terezinha, do "Vai que Cola" - Laura Campanella/Divulgação
Karina Matias
Rio de Janeiro

Em todo lugar que vai, a atriz Cacau Protásio, 44, conta que costuma observar as pessoas ao redor. É a partir de um gesto, de um movimento, de um cabelo e até de um formato de unha que ela tira inspiração para construir os seus personagens.

Não foi diferente ao compor a divertida Terezinha, da série de humor "Vai que Cola", sucesso no canal a cabo Multishow. As unhas longas, coloridas e com detalhes artísticos foram um dos destaques para construir a viúva de Tiziu. "Tiro meus personagens pela unha, né...Coisa de louco. É a unha que me faz trazer esse personagem", revela Cacau, aos risos. 

A atriz também afirma que teve outras inspirações. No caso de Terezinha, ela surgiu de uma mulher real e muito autoconfiante. "Essa Terezinha ela existe. É uma mulher que realmente ela é bem gordinha, mas ela tem uma autoestima no céu, no Cristo Redentor, e isso eu admiro muito. E ela usa uma roupa apertada, ela é gostosa, ela é linda. Foi daí que eu me inspirei nela", comenta.

A atriz conversou com o F5 durante as gravações do segundo filme baseado na série. "Vai que Cola - O Começo" estreia em 12 de setembro e narra o início de tudo. Isto é, volta no tempo, antes da primeira temporada do programa, para mostrar como surgiu a pensão da dona Jô (Catarina Abdalla) e essa estranha e divertida família formada por tipos tão diferentes como Ferdinando (Marcus Majella), Máicol (Emiliano D’Ávila), Terezinha, Jéssica (Samantha Schmütz), Lacraia (Silvio Guindane) e Aparecida/Velna (Fiorella Mattheis).  

Para Cacau, o filme será uma oportunidade para as pessoas entendam a origem da relação entre os personagens. "Até para a gente [atores] foi bom para entender essa cumplicidade que existe entre eles. Porque ninguém ali tem ligação de sangue com ninguém, a não ser a dona Jô e a Jéssica [mãe e filha na trama]. A gente tem amor um pelo outro, que é realmente amor de pai e mãe", explica. 

No novo longa, também será apresentado, de carne e osso, um personagem muito especial para Terezinha: o seu grande amor, Tiziu, papel interpretado por Fábio Lago. "Acho que as pessoas vão acreditar nesse casal, nesse amor", afirma. 

Cacau, que interpreta um dos personagens mais queridos da série, conta que muitas pessoas se aproximam dela para falar como o "Vai que Cola" ajuda a levar alegrias em momentos difíceis.

"Escuto muito assim: 'Você me tirou da depressão, você me tirou da tristeza.' Cada vez que entro para fazer a Terezinha, eu rezo sempre e falo: ‘Deus, se esse é meu dom, você me capacite para que eu possa levar alegria para o próximo'. Entro pensando no próximo: em uma depressão, em uma pessoa num hospital vendo uma cena nossa e rindo. Quero levar graça, penso que é o único momento do dia, às vezes, que a pessoa tem de leveza, de esquecer tudo", conclui.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias