Cinema e Séries

Lena Headey não concordou com sexo do episódio de estreia da 8ª temporada de 'GOT'

Cena marca acontecimento importante do episódio

Lena Headey como Cersei
Lena Headey como Cersei - HBO
São Paulo

Contém spoilers

No fim da sétima temporada de "Game of Thrones" (HBO), o pirata e mau-caráter Euron Greyjoy ( Johan Philip Asbæk) está louco pela rainha Cersei (Lena Headey) e parte em busca de um grande exército para conquistá-la. 

Logo no primeiro episódio desta nova temporada, ele volta com um exército –que não é bem o que ela esperava. No entanto, ele a pressiona para ter uma noite com a rainha, como ela havia prometido.

Para Lena, isso não é o que Cersei faria e ela relutou em gravar a cena, segundo entrevista publicada na Entertainment Weekly. 

“Eu fiquei dizendo: ‘Ela não faria isso, ela não faria isso, ela continuaria lutando, mas os produtores [David Benioff e Dan Weiss] com certeza sabem o que eles estão fazendo e foram inflexíveis sobre Cersei fazer o que ela tinha que fazer”, afirmou a atriz. 

O ator Philip Asbaek disse que a cena rendeu uma longa discussão na equipe. “Seria fora do caráter dela estar com Greyjoy no poder? Nós discutimos isso tanto que quase acabamos achando que talvez fosse demais fazer a cena", afirmou Asbaek.

No fim, eles decidiram tentar. "Às vezes você tem que mostrar diferentes lados de um personagem, tem que se surpreender como ator, mas também precisa se surpreender como personagem", completou o ator.

Headey disse que depois da cena, acabou vendo a situação de uma outra perspectiva. "Há algo nisso. Cersei é a última sobrevivente. Ela se recusa a cair de joelhos. Ela vai para o lugar onde ela não quer ir, o que torna a tristeza dela por não ter Jaime [Nikojaj Coster Waldau] por lá ainda mais forte", afirma a atriz

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias