Carnaval

Juju Salimeni, rainha da X-9, diz que muita coisa conta além de corpo: 'Sempre fui muito confiante'

'Em relação às rainhas, acredito que muita coisa conta além de corpo', diz modelo

Juju Salimeni é rainha de bateria da X-9 Paulistana

Juju Salimeni é rainha de bateria da X-9 Paulistana Divulgação

São Paulo

"O julgamento de outras pessoas realmente não me afeta, não procuro saber o que estão falando sobre mim." Essa é Juju Salimeni, modelo, empresária, ex-panicat e rainha de bateria da X-9 Paulista, escola de samba da zona norte de São Paulo.  

Em preparação para o desfile na noite desta sexta (21), no Sambódromo do Anhembi, a musa afirma que neste ano a empolgação é ainda maior. Além de ser o terceiro ano à frente da bateria, Salimeni vai estrear no início de março seu reality show, o Juju Boot Camp, às 22h, no E!.

No programa, que simula um acampamento militar, 24 finalistas vão passar por provas de mídias sociais, moda, beleza e universo fitness. “É diferente de qualquer coisa que as pessoas já viram na televisão, é um programa só com mulheres competindo", diz a modelo.

Em entrevista ao F5, Juju Salimeni conta detalhes de sua dieta e a rotina de exercícios pré-Carnaval, fala sobre a paixão pela folia e comenta aspectos como a exposição do corpo, perfeccionismo e personalidade das rainhas de bateria.

Você muda algo na sua rotina quando o Carnaval se aproxima?
Sim, começo a preparação em novembro e sigo até o Carnaval. A dieta fica muito mais restrita, sem carboidratos, e o treino fica bem mais intenso, com a inclusão de exercícios aeróbicos para ajudar a secar e também melhorar o condicionamento para avenida. 

Como faz para manter a empolgação e a alegria ano após ano? 
Tenho oito anos de Carnaval, cinco deles foram como musa. Esse é meu terceiro ano como rainha e a empolgação é ainda maior à frente da bateria. É o coração da escola, não tem como desanimar nem por um segundo. 

Qual sua relação com o Carnaval?
Sempre admirei muito, minha família por parte de pai é amante de Carnaval. Eu entrei por conta de um convite e foi amor à primeira vista. Impossível não se emocionar e não querer sentir aquilo em todos os anos. 

Como lida com as expectativas da comunidade e do público?
Acredito que quando você realmente gosta do que está fazendo, você valoriza o posto e a posição em que a comunidade te colocou. Nunca fui pressionada pela comunidade ou pela escola, na verdade a única pressão que existe parte de mim mesma. Sou muito perfeccionista e busco fazer o máximo que posso. Carnaval para mim é um compromisso, então eu estou presente em todos os eventos da escola e realmente visto a camisa.

O quanto a personalidade da rainha é levada em conta frente ao aspecto físico e à aparência?
Eu nunca me senti objetificada, porque sempre fui muito confiante e muito focada no que faço. O julgamento de outras pessoas realmente não me afeta, não procuro saber o que estão falando sobre mim. Em relação às rainhas, acredito que muita coisa conta além de corpo. Não é necessário seguir um padrão. Existem rainhas saradas, as mais magras, rainhas com o corpo natural, e cada uma com a sua personalidade. Cada uma constrói sua história com a escola e com a bateria colocando dedicação e carisma.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem