Carnaval

Carnaval 2020: Última noite de desfiles tem Lexa tombada e Deborah Secco enfaixada

Aline Riscado, que herdou reinado de Sabrina Sato, também foi destaque

 
Lexa leva tombo durante desfile da Unidos da Tijuca
Lexa leva tombo durante desfile da Unidos da Tijuca - Reprodução/TV Globo
São Paulo

Se a vida te der um tombo, levante com classe e continue a sambar. Essa foi a lição que a cantora Lexa, 25, deixou no último dia de desfiles do Carnaval 2020 na Marquês de Sapucaí, no Rio.

Em sua estreia à frente da bateria da Unidos da Tijuca, a funkeira sapequinha teve problemas com a pista molhada pela chuva e caiu, mas não ficou muito tempo remoendo o problema. “Eu caí, levantei, assim como diversas vezes na minha vida”, disse.

Outra rainha que chamou a atenção foi a modelo Aline Riscado, 32, que também desfilou pela primeira vez à frente da bateria da Vila Isabel. Ela surgiu na avenida com um maiô prateado e metalizado.

O posto de rainha de bateria da Vila Isabel era ocupado há anos por Sabrina Sato, 39, que foi promovida a rainha da escola. Além de brilhar no desfile, ela chamou a atenção nos camarotes ao chegar com um visual composto apenas por franjas.

No quesito ousadia, também ganhou pontos a atriz Deborah Secco, 40, que apareceu no sambódromo com uma fantasia de couro sintético que simulava uma fita isolante e cobria apenas o necessário para que ela não fosse acusada de atentado ao pudor.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem