Carnaval

Escola de samba se desculpa por Hitler com faixa presidencial brasileira em ensaio

Águia de Ouro foi criticada pela Federação Israelita do Estado de São Paulo

Componente da Águia de Ouro fantasiado de Hitler em ensaio da escola
Componente da Águia de Ouro fantasiado de Hitler em ensaio da escola - Ismael Toledo/FISESP
São Paulo

A Águia de Ouro emitiu um comunicado de desculpas, neste domingo (3), após a repercussão de uma foto, feita num ensaio da escola de samba no dia anterior, que mostrava um homem vestido de Hitler e usando a faixa presidencial brasileira. 

Em texto divulgado em suas redes sociais, a agremiação classificou a atitude do homem, o maquiador e figurinista Walmir Sparapane, como "isolada" ​e afirmou que "tomou as medidas necessárias para que não aconteça mais". 

A escola, que em 2019 tem como enredo a história do Brasil de 1500 até 2018, também negou que a vestimenta remetesse ao presidente Jair Bolsonaro. "Quando construímos o projeto ainda não sabíamos quem seria o presidente eleito."

Em seu site, a FISESP (Federação Israelita do Estado de São Paulo) repudiou a escola e afirmou que recebeu "diversas manifestações".

"Sempre repudiamos quando alguém associa os crimes cometidos durante o nazismo a algum fato do cotidiano. O Holocausto é algo muito sensível para a comunidade judaica em todo o mundo e para todos que sofreram com esta barbárie", disse a FISESP, que afirmou ter recebido uma ligação com um pedido de desculpas do presidente da Águia de Ouro, Sidnei  Carriuolo Antônio

Sparapane também se desculpou. "Quem me conhece e me segue sabe que minha luta é diária contra qualquer tipo de intolerância. Entretanto fica aqui minhas sinceras desculpas a comunicadade israelita e aos meus amigos judeus", escreveu ele em uma rede social. 

Neste ano, a A Águia de Ouro desfilará no sambódromo da Anhembi, em São Paulo, no dia 2 de março, após ter sido rebaixada para o Grupo de Acesso em 2017. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias