Carnaval

Erika Ender, compositora de 'Despacito', será destaque no Carnaval pela Estácio de Sá

Agremiação do Rio vai homenagear Panamá, país onde cantora nasceu

Erika Ender, compositora de 'Despacito', no programa "Mariana Godoy Entrevista", na RedeTV!
Erika Ender, compositora de 'Despacito', no programa "Mariana Godoy Entrevista", na RedeTV!. - Divulgação
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A cantora e compositora panamenha Erika Ender, 43, ficou conhecida por ser parceira de criação do sucesso mundial “Despacito”, com Luis Fonsi. Filha de brasileira, Erika conta que sempre visitou o Brasil para visitar familiares, mas, agora, também se envolveu a carreira com o país. Sua agenda já tem bem mais compromissos no Brasil.

Um deles é no Carnaval. A escola de samba do Rio de Janeiro Estácio de Sá a convidou a ser um dos destaques de seu desfile do ano que vem. A agremiação terá como tema o Panamá. “Estou muito feliz com o convite sobretudo porque será uma homenagem ao meu país feita pela minha segunda terra. Imagina só como o meu coração está batendo?”, diz a cantora, presente na trilha sonora da novela "O Tempo Não Para" (Globo).

Erika conta que já recebeu convites no Carnaval deste ano, mas não pôde participar. “Fui convidada a participar de um desfile no Rio, mas eu já tinha marcado para cantar com a Claudia Leitte na Bahia. Mas veja como é o destino. Qual seria a probabilidade de uma escola querer falar de minha terra?”, questiona.

 

Ela conta que a homenagem da Estácio de Sá está movimentando todo o Panamá. “O Carnaval do Brasil é visto por todo o mundo, e o meu país inteiro está muito emocionado com tudo isso. Será uma grande vitrine para a cultura de minha terra”, afirma a artista.

Filha de uma baiana e um panamenho, de Cristo Negro, Erika é uma das melhores representantes da mistura dessa cultura. “Conheço o Carnaval do Brasil da vida inteira, mas sempre fui mais à Bahia. Meu pai é de Cristo Negro, província de Colon, e minha mãe é do Brasil. Essa mistura é muito especial porque eles de lugares que representam bem esses dois países."

Neste mês, a artista vem ao Brasil para saber melhor os detalhes, como a fantasia. "Já sei que serei embaixadora cultural da escola. Nossos dois países têm a fauna, a flora e muitas outras coisas em comum."

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem