Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

'Pego umas minas também', diz Luísa Sonza na estreia da Parada LGBT+

Cantora reafirma a sua orientação sexual durante evento na Avenida Paulista

Em foto colorida, mulher de macacão branco segura o microfone no alto do trio
Luísa Sonza se apresentou pela primeira vez no evento já tradicional em São Paulo - Mineto/Futura Press/Folhapress
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Rio de Janeiro

Luísa Sonza fez sua estreia na Parada LGBT+ de São Paulo, na tarde deste domingo (19). A cantora voltou a reafirmar a sua orientação sexual. Apesar de ter se relacionado publicamente apenas com homens, ela assumiu que se considera bissexual, já que também fica com mulheres.

"Estou feliz pra cara***, pra cara***, porque é o primeiro ano que eu estou aqui e a galera sabe que pego umas minas também", conta a cantora que levou o público à loucura. Luísa era uma das atrações mais aguardadas do evento, após dois anos remotos na pandemia, com o tema "Vote com Orgulho - Por uma Política que Representa".

Outra atração aguardada na Parada LGBT+ foi a entrada de Pabllo Vittar. Ela entoou gritos de protesto contra o presidente Jair Bolsonaro em sua apresentação no último trio elétrico. A cantora, que vem se manifestando publicamente seu apoio à pré-candidatura do ex-presidente Lula à Presidência, se apresentou com um figurino todo amarelo e cantou faixas de seu último álbum "Batidão Tropical".

Durante sua apresentação de Ludmilla neste domingo, a cantora afirmou que "a luta (da comunidade LGBT) não está ganha" e que é preciso ainda pedir respeito às minorias.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem