Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Amber Heard perdeu mais de US$ 50 milhões após batalha judicial

Consultora disse que atriz implorou para não ser cortada de 'Aquaman 2'

Atriz Amber Heard
Atriz Amber Heard - Steve Helber/Reuters
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A consultora da indústria do entretenimento, Kathryn Arnold, disse aos jurados em um tribunal de Virgínia, nos Estados Unidos, que a atriz Amber Heard, 36, perdeu entre US$ 45 milhões (cerca de R$ 216 milhões) e US$ 50 milhões (cerca de R$ 240 milhões) em trabalho devido ao processo de difamação movido pelo ex-marido Johnny Depp, 58.

"Seu trabalho parou", disse Arnold, acrescentando que, em vez de ter poder de negociação para o próximo "Aquaman 2", Heard estava implorando para não ser cortada do filme.

Arnold comparou a trajetória de Heard a outras celebridades como Gal Gadot, Ana De Armas e Zendaya, dizendo que sua carreira teria crescido se não fosse por sua batalha pública com Depp.

​Heard provavelmente teria recebido quatro outros acordos de patrocínio no valor de US$ 8 milhões (cerca de R$ 38 milhões), US$ 20 milhões (cerca de R$ 96 milhões) de vários projetos de filmes e milhões de projetos de TV –se ela não tivesse sido difamada, afirmou Arnold.

O ator processa Heard por difamação, pedindo US$ 50 milhões (cerca de R$ 240 milhões) por causa de um artigo escrito por ela no jornal The Washington Post, no qual ela afirmava ser vítima de abuso doméstico. Ela o processou de volta, pedindo o dobro deste valor.

A disputa judicial entre Amber e Depp vem sendo transmitida ao vivo pela TV americana e é um dos assuntos com mais engajamento nas redes no momento. O julgamento está previsto para terminar nesta sexta-feira (27).

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem