Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Rainha Elizabeth 2ª já não pode mais passear com seus cães por fragilidade

Corgis que acompanharam luto da rainha não saem com ela desde outubro, diz portal

Elizabeth 2ª e cães
Elizabeth 2ª e cães - @theroyalfamily
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A rainha Elizabeth 2ª, 95, já não pode mais andar com seus famosos cães da raça corgi devido à fragilidade de seu corpo e saúde. Segundo o portal britânico The Sun, ela não conseguiu andar com os animais fora do Castelo de Windsor nos últimos seis meses, desde que passou uma noite no hospital em outubro de 2021.

Elizabeth 2ª teve uma série de complicações após essa estadia no hospital. Dias depois do ocorrido, ela torceu as costas e, no mês passado, foi diagnosticada com Covid-19.

A rainha, que já teve mais de 30 corgis em sua vida, se apoiou na companhia dos cães após a morte do marido, o príncipe Philip, em abril passado. No entanto, agora, são auxiliares da família real que levam os dois cães remanescentes da rainha para as caminhadas diárias.

"Ela não está bem o suficiente", contou ao portal uma fonte próxima dela. "A rainha geralmente se volta para seus amados corgis em tempos de crise e estresse, e os leva para fora quase todos os dias depois que Philip adoeceu e morreu no ano passado. Eles são uma enorme fonte de consolo, por isso é uma pena."

Ao portal, o Palácio de Buckingham não quis comentar a mudança na rotina de Elizabeth 2ª.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem