Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Whindersson agradece Anitta por ajuda a vítimas de tempestades na Bahia

Humorista diz que cantora foi mais útil que 'bando de rico nojento'

Whindersson Nunes
Whindersson Nunes - @whinderssonnunes no Instagram
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Whindersson Nunes, 26, agradeceu publicamente a Anitta, 28, pela ajuda na arrecadação de recursos para as vítimas das fortes tempestades que atingiram o sul da Bahia nos últimos dias. Segundo ele, outras pessoas a quem ele pediu auxílio não tiveram a mesma disposição.

"Anitta com duas ligações ajudou mais do que um bando de rico nojento que me oferece jato para me buscar para festinha e na hora de pedir a merda de um helicóptero fazem de conta que não entendem a gravidade do que a gente fala", desabafou. "Enfim, obrigado Anitta, de coração."

Na sexta-feira (10), a cantora havia usado as redes sociais para perguntar como poderia ser útil diante da situação. "Gente, acabei de ver um lance da Bahia. Como posso ajudar?", perguntou.

Whindersson, que já estava procurando pessoas que pudessem ajudar as famílias atingidas, logo respondeu. "A chuva levou as estradas, e na cidade impossível de transitar", explicou. "Acho que a solução seria helicóptero para o resgate de pessoas ilhadas e para levar doações —tem gente só com a roupa do corpo. Estamos mandando dois. Mais um para atender às aldeias indígenas seria top demais."

Além dele, outros famosos como o influenciador Felipe Neto e os ex-BBBs Juliette, Gil do Vigor e Viih Tube vêm falando com os seguidores sobre o assunto. Alguns fizeram doações e pediram que os fãs fizessem o mesmo.

Mais de 30 municípios já decretaram situação de emergência ou de calamidade no sul da Bahia e também no norte de Minas Gerais por causa das fortes chuvas, que deixaram cidades inteiras alagadas. Segundo especialistas, a tempestade atípica ocorreu pela combinação de um corredor de umidade que vem da Amazônia com a formação de uma depressão subtropical (rajadas de ventos e nuvens em formato circular que giram em sentido horário).

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem