Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Pugliesi é 'cancelada' após publicidade voando em área afetada por enchente

Influenciadora realizou voo como propaganda para empresa de táxi-aéreo

Gabriela Pugliesi faz publicidade de empresa de táxi-aéreo em área afetada por enchentes na Bahia
Gabriela Pugliesi faz publicidade de empresa de táxi-aéreo em área afetada por enchentes na Bahia - Instagram/gabrielapugliesi
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

A influenciadora Gabriela Pugliesi, 36, foi "cancelada" novamente após fazer uma postagem em seu Instagram. Em um vídeo publicado no stories, Pugliesi fazia a publicidade de uma empresa de helicóptero sobrevoando uma das regiões mais afetadas pelas intensas chuvas que ocorrem na Bahia.

Diversos internautas não perdoaram a postura da influenciadora, apontando que fazer essa propaganda no atual momento que a região passa é "futilidade", "falta de noção" e "insensibilidade". Outros questionaram Pugliesi, falando que ela "sempre consegue se superar".

O vídeo foi apagado e não está mais disponível no Instagram da influenciadora. Ainda na noite deste sábado, Pugliesi postou um vídeo de outro perfil da rede social com o texto "O extremo sul da Bahia clama por ajuda".

Na tarde deste domingo (12), a empresa que fez o voo, Henrimar Helicópteros, postou uma mensagem no Instagram onde esclareceu a publicidade.

"No último dia 10 realizamos o voo da cliente Gabriela Pugliesi no trecho Barra Grande X Salvador (BA). Um voo de retorno, cuja data já havia sido agendada desde o voo de ida da passageira, no último dia 01.
Apesar da chuva, o voo foi realizado dentro das condições de segurança operacional estabelecidas para o helicóptero.
Salientamos que, assim como todos que contratam os nossos serviços e acima de qualquer parceria e publicidade, a passageira é cliente da nossa empresa e deve ser atendida como tal.
No que diz respeito às chuvas e desastres ocasionados na região Sul da Bahia nos últimos dias, lamentamos e nos colocamos à inteira disposição para missões de apoio aéreo, assim como já vem sendo feito", consta da nota.

A influenciadora já havia feito propaganda para a empresa no começo de dezembro.

FESTA NA PANDEMIA

Essa não é a primeira vez que ela é cancelada nas redes sociais após polêmicas. Em abril de 2020, Gabriela Pugliesi reuniu amigos para uma comemoração, e acabou divulgando imagens da festa nas redes sociais.

Em um dos momentos, fez um brinde onde dizia "foda-se a vida!".

Estima-se que, com a postagem, ela possa ter tido um prejuízo de R$ 3 milhões com as quebras de contratos publicitários ao promover o evento em meio à pandemia do novo coronavírus.

A estimativa é resultado de um levantamento realizado pela empresa BRUNCH, agência full service que gerencia a carreira de influenciadores digitais a pedido da revista Forbes.

A influenciadora perdeu mais de cinco contratos publicitários à época, com marcas como Grupo Hope, Mais Pura, Desinchá, Liv Up e Fazendo Futuro. A Kopenhagen declarou não concordar com a postura de Pugliesi e informou que o contrato com ela era pontual e foi encerrado em março, sem intenção de renovação.

Pugliesi confirmou que contraiu o novo coronavírus em março de 2020, após a festa de casamento de sua irmã na Bahia. Vários convidados apresentaram sintomas depois do evento, inclusive a cantora Preta Gil.

Tatá Werneck foi uma que criticou Pugliesi devido à festa naquele ano. "Eu acho que essa atitude, ainda mais para o monte de gente que te segue e se inspira na sua vida saudável, foi inadmissível", afirmou a humorista.

WHINDERSSON E ANITTA

Whindersson Nunes, 26, agradeceu publicamente neste sábado (11) a Anitta, 28, pela ajuda na arrecadação de recursos para as vítimas das fortes tempestades que atingiram o sul da Bahia nos últimos dias. Segundo ele, outras pessoas a quem ele pediu auxílio não tiveram a mesma disposição.

"Anitta com duas ligações ajudou mais do que um bando de rico nojento que me oferece jato para me buscar para festinha e na hora de pedir a merda de um helicóptero fazem de conta que não entendem a gravidade do que a gente fala", desabafou. "Enfim, obrigado Anitta, de coração."

Na sexta-feira (10), a cantora havia usado as redes sociais para perguntar como poderia ser útil diante da situação. "Gente, acabei de ver um lance da Bahia. Como posso ajudar?", perguntou.

Whindersson, que já estava procurando pessoas que pudessem ajudar as famílias atingidas, logo respondeu. "A chuva levou as estradas, e na cidade impossível de transitar", explicou. "Acho que a solução seria helicóptero para o resgate de pessoas ilhadas e para levar doações —tem gente só com a roupa do corpo. Estamos mandando dois. Mais um para atender às aldeias indígenas seria top demais."

Além dele, outros famosos como o influenciador Felipe Neto e os ex-BBBs Juliette, Gil do Vigor e Viih Tube vêm falando com os seguidores sobre o assunto. Alguns fizeram doações e pediram que os fãs fizessem o mesmo.

Mais de 30 municípios já decretaram situação de emergência ou de calamidade no sul da Bahia e também no norte de Minas Gerais por causa das fortes chuvas, que deixaram cidades inteiras alagadas. Segundo especialistas, a tempestade atípica ocorreu pela combinação de um corredor de umidade que vem da Amazônia com a formação de uma depressão subtropical (rajadas de ventos e nuvens em formato circular que giram em sentido horário).

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem