Celebridades

Irmã de Neymar volta a alfinetar Galvão Bueno após vitória da seleção

'Microfone desligado', disse Rafaella Santos em referência a áudio vazado no jogo anterior

Rafaella Santos
Rafaella Santos - Reprodução/Instagram
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Após a goleada do Brasil por 4 a 1 contra o Uruguai na noite desta quinta (14), Rafaella Santos, irmã de Neymar, voltou a falar sobre o áudio vazado no jogo anterior da seleção em que o narrador Galvão Bueno teria chamado o atacante de "idiota".

Em vídeos postados no Stories do Instagram usando um filtro com o rosto de Neymar, ela disse: "Gol do irmão, check. UFC check também, porque apanhou bastante [...] E teve microfone desligado, check também, mas tudo bem."

A polêmica começou após o jogo de domingo (10), quando o Brasil empatou com a Colômbia em disputa válida pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. Na ocasião, o repórter Eric Faria dizia na transmissão ao vivo na Globo, que Neymar saiu rapidamente do gramado depois que o árbitro encerrou a partida. Na sequência é possível ouvir alguém dizendo "idiota" —a voz parece ser a de Galvão Bueno.

Nem a Globo nem o narrador se manifestaram sobre o ocorrido. Nas redes sociais, Rafaella Santos já tinha alfinetado Galvão. “Um senhor que na transmissão chamou meu irmão de idiota. Será ele ou você?”, indagou ela.

Essa não é a primeira vez que há um desentendimento público que envolva Neymar, Galvão e a própria Rafaella.

Em setembro, ela ficou na bronca com Galvão Bueno após comentários do narrador sobre a conduta do craque brasileiro da seleção. Na transmissão do jogo entre Brasil e Peru, Galvão disse que faltava autocontrole ao atleta, algo que o Messi já tinha.

Irritada pela comparação e pelo comentário, Rafaella sugeriu que o próprio locutor da Globo entrasse em campo para sentir a pressão e as posteriores dores após um jogo decisivo.

“Galvão, para de querer ficar comparando Neymar e Messi. Não existe isso, para com isso, meu filho. Os dois são caçados, os dois apanham. Vai lá você entrar em campo e apanhar como ele apanha e não tem que falar nada. Que conduta o quê. Não é você que sente dor depois do jogo não, né? Me poupe”, disse na ocasião.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem