Celebridades

Alec Baldwin: Viúvo de cinegrafista morta se pronuncia e diz que falou com ator

Advogado disse que ainda estava processando o que ocorreu

A diretora de fotografia Halyna Hutchins - Sonia Recchia-18.jan.2018/AFP
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O viúvo de Halyna Hutchins, que foi morta com um tiro disparado pelo ator Alec Baldwin, se pronunciou pela primeira vez sobre o caso. Matthew Hutchins fez breves declarações a veículos de imprensa comentando a tragédia.

À revista Insider, o advogado disse que ainda estava processando o que ocorreu. "Não tenho palavras para falar sobre a situação", afirmou. "Não posso comentar sobre os fatos ou o processo pelo que estamos passando agora, mas agradeço que todos tenham sido muito solidários."

"Acho que vamos precisar de um pouco de tempo antes de realmente entender o que aconteceu e expressar de uma maneira que consiga transmitir a essência dela", finalizou.

Matthew e Halyna estavam casados havia 16 anos. Eles são pais do menino Andros, de 9 anos. Ao tabloide britânico Daily Mail, ele contou que conversou com o autor do disparo que matou a diretora de fotografia. "Falei com Alec Baldwin e ele está sendo muito prestativo", comentou.

A diretora nasceu na Ucrânia no ano de 1979 e cresceu em uma base militar soviética no Círculo Polar Ártico. De acordo com seu site oficial, ela cresceu cercada por renas e submarinos nucleares.

A profissional é formada em jornalismo internacional pela Universidade Estadual de Kiev. Após trabalhar em documentários no Reino Unido, resolveu se mudar para Los Angeles. Foi lá onde se formou no conservatório do American Film Institute em 2015.

Dentre seus filmes em Hollywood estão "Blindfire" (2020), escrito e dirigido por Mike Nell, o terror "Darlin’" (2019), dirigido por Pollyanna McIntosh, e "The Mad Hatter" (2021), de Catherine Devaney.

ENTENDA

Um tiro disparado no set de filmagens do filme "Rust", estrelado por Alec Baldwin, deixou a diretora de fotografia Halyna Hutchins, 42, morta e o diretor Joel Souza, 48, ferido, no Bonanza Creek Ranch, em Santa Fé, Novo México, nos Estados Unidos, nesta quinta-feira (21). Souza recebeu alta.

De acordo com o jornal The New York Times, foi o próprio ator que disparou a arma. O tiro teria sido acidental e Baldwin não ficou ferido. "Estamos tentando determinar agora como e que tipo de projétil foi usado na arma de fogo", disse Juan Rios, porta-voz do Gabinete do Xerife do Condado de Santa Fé.

Segundo a Variety, ninguém foi preso e investigadores conversam com várias pessoas para apurar o que aconteceu. Uma fonte próxima disse que Baldwin foi interrogado e estava chorando, segundo o Santa Fe New Mexican.

Baldwin estava filmando uma cena que exigia que alguém disparasse uma arma cenográfica. Os estilhaços dos tiros atingiram Halyna e Souza no set de filmagens. Ainda não está claro se a pessoa que carregou a arma por engano colocou balas dentro ou se algo se alojou no cano.

O Deadline ouviu de fontes que o ator principal engatilhou a arma durante um ensaio e atingiu os diretores do longa. O set foi bloqueado e uma velha igreja foi bloqueada, de acordo com relatos da imprensa local. Bonanza Creek Ranch é conhecido por produções de filmes de faroeste.

Um porta-voz de produção da Rust Movie Productions LLC disse ao Deadline: "Houve um acidente hoje nas filmagens de "Rust", no Novo México, envolvendo a falha de ignição de uma arma de suporte. Duas pessoas foram levadas ao hospital e estão recebendo cuidados. A produção foi interrompida. A segurança de nosso elenco e equipe continua sendo nossa principal prioridade."

"Os detetives estão investigando como [a arma foi usada] e que tipo de projétil foi disparado", disse o Gabinete do Xerife em um comunicado na quinta. "Este incidente continua sendo uma investigação ativa. À medida que mais informações forem disponibilizadas, atualizações serão fornecidas. "

Horas antes do acidente, Baldwin havia compartilhado no Instagram uma foto caracterizado como o personagem e dizendo que estava exausto. Travis Fimmel, Brady Noon, Frances Fisher e Jensen Ackles também protagonizam o filme, que tem como base a história escrita por Joel Souza.

A diretora havia postado há dois dias um vídeo no Instagram dizendo que a vantagem de gravar um western "é poder andar a cavalo no seu dia de folga".

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem