Celebridades

Fãs especulam beijo de Neymar e Jade Picon, e Zé Felipe brinca: 'Culpa da CBF'

Cantor é irmão de João Guilherme, ex-namorado da influenciadora

Cantor e ator João Guilherme com a ex-namorada Jade Picon - Instagram/joaoguilherme
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Apenas uma semana após o término do namoro de Jade Picon, 19, e João Guilherme, 19, os dois voltaram a movimentar as redes sociais na madrugada desta terça-feira (7). Isso porque boatos apontam que Jade ficou com o jogador Neymar Jr., 29, em uma festa.

A notícia foi divulgada inicialmente pelo perfil Gossip do Dia, no Instagram. Segundo a página, os dois ficaram no último final de semana durante uma festa na casa de Rafaella, irmã de Neymar, em Alphaville, região metropolitana de São Paulo. Bruna Biancardi, suposta namorada do jogador, não estava no evento.

Após a divulgação, o cantor João Guilherme deixou de seguir o jogador nas redes sociais, alimentando ainda mais as suspeitas dos fãs. Na noite de segunda-feira (6), no entanto, ele tranquilizou internautas, afirmando: “não vou dormir em posição fetal hoje, eu juro que está tudo bem, família”, disse no Twitter.

Na manhã desta terça-feira (7), o cantor Zé Felipe, irmão de João Guilherme, comentou o assunto em seus stories, no Instagram, e brincou afirmando ser culpa da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). “Menino Ney veio desenvolver um belíssimo trabalho, a CBF derrubou a data e ele foi pro evento”, disse.

A brincadeira de Zé Felipe acontece em referência ao cancelamento do jogo Brasil x Argentina, no último domingo (5), pelas Eliminatórias da Copa de 2022, após quatro jogadores argentinos desrespeitarem regras da quarentena no Brasil. A festa em questão teria acontecido após a suspensão da partida.

A reportagem tentou contato com Jade Picon e Neymar na manhã desta terça-feira, mas eles ainda não responderam.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem