Celebridades

Andressa Urach denuncia traição e ameaça após separação; ex-marido nega

Modelo expôs no Instagram conversas com Thiago Lopes

Andressa Urach e o noivo Thiago Lopes
Andressa Urach e Thiago Lopes - Reprodução
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Andressa Urach, 33, disse nesta quarta (29), por meio de suas redes sociais, que está sendo ameaçada pelo ex-marido Thiago Lopes. Ele nega.

No Stories do Instagram, a modelo e organizadora do concurso Miss Bumbum publicou trechos de conversas no WhatsApp que teria trocado com Lopes. Em uma das mensagens, ela diz que o ex a traiu e também foi o responsável por pedir a separação.

Os dois se casaram em dezembro de 2020, e Andressa está grávida do primeiro filho do casal. "Quem se separou foi você, me deixou grávida e me traiu. E ainda me humilhou falando que ia me ajudar com um pouco de dinheiro, sabendo que eu não tinha como me sustentar", afirma ela.

Na resposta exposta pela modelo, Lopes diz que não vai perdoar a ex-mulher: "Tu não conhece a minha fúria. Não volta para casa."

Em outro trecho da conversa, ele afirma que Urach abandonou o filho dela mais velho, fruto de um relacionamento anterior da modelo. "Tá passando fome lá." Ela rebate dizendo que deixou comida.

A modelo também escreve que Lopes tirou o plano de saúde dela e do filho. "Só estou expondo porque estou sendo ameaçada", escreve Urach.

Lopes, por meio do seu Instagram, respondeu que nunca traiu a ex-mulher e que ela está "transtornada". "Sequer estou em casa. Pelo que percebo três motivos levaram a Andressa a ficar assim: 1-) espiritual; 2-) transtorno crônico de personalidade (borderline) e 3-) gestação", escreveu ele.

Nem Urach nem Lopes responderam aos pedidos do F5 para se pronunciarem sobre o assunto até a conclusão deste texto.

Antes de expor as conversas de WhatsApp com o ex-marido, a modelo já tinha provocado comoção nas redes sociais ao publicar no Instagram uma foto de biquíni e anunciar que a "Imola voltou" —Imola era o nome usado por ela na época em que se prostituía. Ela também apagou a maior parte das imagens que estavam postadas no seu perfil na rede social.

Em trecho das mensagens trocadas com o ex, Urach diz que Lopes foi cliente dela e sabia do trabalho da modelo quando eles se casaram. "Aceitou e achou que eu iria fazer o quê, já que me deixou?", indaga ela.

Ao anunciar na sexta (24) passada a separação de Lopes, Urach também revelou que precisou de ajuda médica para lidar com os acontecimentos dos últimos dias. "A verdade é que eu fiquei internada oito dias no hospital psiquiátrico porque quase cometi suicídio e quase tirei meu neném", afirmou.

Na ocasião, ela lembrou que tem borderline, transtorno de personalidade caracterizado por mudanças súbitas de humor. O quadro tem se agravado porque ela diz estar passando por dificuldades financeiras desde que deixou a Igreja Universal, onde pretendia ser pastora.

"Ainda não estou bem para falar o sobre tudo que aconteceu e está acontecendo na minha vida por causa do bordeline", disse. "Lidar com a raiva, para mim, é algo muito difícil e estou com muita raiva da Igreja Universal, me sinto roubada, usada e enganada."

"Já implorei para me devolverem meus R$ 2 milhões e eles ignoraram", continuou, referindo-se ao valor que diz ter doado à instituição. "Eles são muito, muito ricos e meu dinheiro está me fazendo muita falta."

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem