Celebridades

Silvia Abravanel estende roupa e conta que 'ajudante pegou Covid'

Apresentadora afirmou que adora fazer serviços domésticos

Mulher branca vestindo moletom cinza com roupas penduradas ao fundo
A apresentadora Silvia Abravanel estendendo roupas no farol - Instagram/silviaabravanel
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A apresentadora Silvia Abravanel, 50, contou em seu Instagram que lavou e estendeu roupas para ajudar as colaboradoras de sua casa após uma de suas empregadas ser diagnosticada com Covid-19. "Adoro serviço de casa", afirmou em um vídeo publicado nesta quarta-feira (25).

"A Rô, minha ajudante, minha super colaboradora, pegou Covid. E aí eu tô fazendo o serviço que ela sempre faz. Tô ajudando a Neusa e a Damiana. Tô aqui estendendo roupa, já lavei toda essa roupa. Estou desde manhã lavando roupa. Está tudo separadinho, branco com branco, colorido com colorido", explicou.

Na legenda da publicação, a filha de Silvio Santos continuou dizendo que é necessário "saber fazer de tudo". "Valorizar os nossos ajudantes de casa; nossos funcionários, nos orgulhar, pois não sabemos o dia de amanhã e agradecermos por sempre aprendermos com quem está a nossa volta e assim evoluirmos."

Nos comentários celebridades e anônimos desejaram melhoras para a colaboradora de Abravanel e parabenizaram a apresentadora pela ação. "Você é super organizada. É uma dádiva de Deus nós termos saúde para deixar tudo limpinho para nossa família", escreveu uma.

"Que chique, mulher rica e super simples sabe valorizar suas empregadas. Era sua fã. Agora passei a admirá-la mais ainda", escreveu uma segunda. "Falou tudo está certíssima", escreveu um terceiro internauta.

Em abril deste ano, a apresentadora chegou a ficar internada após contrair o coronavírus. Na época, a filha do apresentador Sílvio Santos, 90, afirmou que teve uma queda de saturação e estava se sentindo fraca. "Hoje acabei vindo para o hospital, mas se Deus quiser logo vou sair daqui."

"Estou sendo super bem cuidada. Eu estava muito ruim, muito fraca, debilitada", contou a apresentadora em vídeo em uma rede social. Ela ainda fez um apelo para que as pessoas fiquem em casa e não façam aglomerações clandestinamente. "Protegi todo mundo, e por um erro de uma pessoa que não se cuidou direito, infectou várias outras pessoas. Cheguei muito mal, muito mal mesmo."

"Cheguei implorando para conseguir respirar. A gente não dá valor para o ar que a gente respira até a gente não ter ele", explica. "Que as pessoas levem a sério. Fiquem em casa! Não é para viajar, não é para ir para praia, não é para sair com a família! Para de fazer exame de PCR para fazer festinha!".

"Isso é desumano com as pessoas da área de saúde! Parem de fazer baile, parem de fazer festa! Hoje eu cheguei implorando pela minha vida, cheguei implorando por ar", continua. Na legenda da publicação, ela escreveu: "Valorize o ar que você respira e não tenha que implorar por ele".

"Fiquem em casa! Não ta mais legal e nem engraçado tudo isso ta é muito sério e isso mata! Querem voltar a ter vida normal? Façam por merecer ok!", concluiu a ex-apresentadora do programa infantil Bom Dia e Cia (SBT).

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem