Celebridades

Shakira deve ser levada à Justiça por fraude fiscal de R$ 87 milhões

Juiz espanhol diz ter 'evidências suficientes' contra cantora colombiana

Shakira deve ir à justiça espanhola por fraude fiscal - REUTERS
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Um juiz espanhol viu "evidências suficientes" para que a cantora colombiana Shakira, 44, seja julgada por fraude fiscal, de acordo com documento do tribunal divulgado nesta quinta-feira (29). “Os documentos anexados à ação são evidências suficientes de irregularidades para prosseguir com o processo”, afirmou no ato do tribunal.

O juiz Marco Jesus Juberias encerrou uma investigação pré-julgamento de alegações de promotores de que a cantora não pagou até 14,5 milhões de euros (correspondente a R$ 87 milhões) em impostos sobre a renda auferida entre 2012 e 2014. É uma etapa preliminar antes de um julgamento.

De acordo com a Reuters, embora os promotores digam que Shakira morava na região da Catalunha durante aqueles anos, seus representantes argumentam que ela não morou na Espanha até 2015 e cumpriu com todas as suas obrigações fiscais.

Os representantes de Shakira na Espanha disseram em um comunicado por e-mail que o documento do tribunal era uma "etapa esperada no processo" e que a equipe jurídica da cantora "permanece confiante e totalmente cooperativa com o judiciário e não fará mais comentários".

Com uma carreira bem-sucedida, Shakira foi responsável por dar voz a Waka Waka (This Time for Africa), música tema da Copa de 2010, na África. Na ocasião, ela conheceu o zagueiro do Barcelona Gerad Piqué, 34, com quem passou a se relacionar em 2011 e que é seu atual companheiro. O casal tem dois filhos juntos: Milan, 8, e Sasha, 6.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem