Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades
Descrição de chapéu Folhajus

Shakira fraudou R$ 97 milhões em impostos na Espanha, diz receita federal

Investigação do governo espanhol nega defesa da cantora de que ela não morava no país

Shakira
A cantora colombiana Shakira - Shakira no Instagram
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A Agência Tributária da Espanha confirmou em novo relatório enviado à justiça do país que a cantora Shakira, 43, fraudou 14,5 milhões de euros (R$ 97 milhões) em impostos entre 2012 e 2014. Segundo a Agência Efe, os técnicos do órgão, que atua como uma receita federal, refutaram argumentos da defesa da cantora de que ela não morava no país no período.

A defesa da colombiana mostrou a agenda de shows e apresentações na televisão de Shakira que provariam que ela ficou menos de 184 dias na Espanha em um ano e, desta forma, não deveria ser obrigada a pagar impostos no país.

Os técnicos do governo espanhol, porém, apontam que a artista colombiana fingia não residir no país e escondeu sua renda por meio de uma rede de empresas. Reportagem de setembro de 2020 do El País apontava que ela teria 14 empresas de fachada em paraísos fiscais como nas Ilhas Virgens e nas Ilhas Caymã para não precisar pagar impostos espanhóis.

Segundo o jornal espanhol El Periódico de Catalunya, o chefe do Tribunal de Instrução número 2 de Esplugues de Llobregat, em Barcelona, convocou para 8 de julho depoimentos dos técnicos da Agência Tributária e de especialistas da defesa da cantora sobre o caso.

A defesa de Shakira afirma que ela só fixou residência na Espanha em 2015, quando nasceu o seu segundo filho, Sacha, fruto do seu relacionamento com o jogador do Barcelona, Gerard Piqué. Até então, ela disse ao juiz que vivia no exterior, porque era jurada do programa The Voice, nos Estados Unidos, e fazia shows internacionais.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem