Celebridades

Gil do Vigor diz que ficará entre quatro e seis anos nos EUA se dedicando ao PhD

Ex-BBB conta que conciliará contratos publicitários com estudos

Gil conta que ficará de quatro a seis anos nos Estados Unidos - João Cotta/Globo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Tiago Leifert não escondeu a alegria em reencontrar Gil do Vigor, que neste domingo (4) foi um dos jurados do Super Dança dos Famosos (Globo). O ex-BBB confirmou ao apresentador que deixará o Brasil para dar continuidade aos estudos nos Estados Unidos.

"Dia 3 de setembro vou me regozijar e realizar meu sonho", diz o economista, ao falar que estudará na Universidade da Califórnia, onde deve permanecer entre quatro e seis anos. "Mas volto ao Brasil nas férias para reencontrar mainha, minha família e meus amigos", disse Gil, bem-humorado.

Leifert quis saber como o pernambucano faria em relação à vida artística. "Já dividi meu tempo: minha prioridade são os estudos, mas vou tirar um dia por semana da minha agenda para vigorar. Tô riiico", disse, levando os presentes à gargalhada, ao falar sobre os contratos publicitários dos quais é garoto-propaganda.

"Durante a semana, de segunda a sexta é pra estudar e o domingo é para me regozijar", disse, em seguida atendendo a um pedido de Leifert e gritando um de seus famosos bordões: "Brasiiiiiiil".

O economista foi aprovado em três instituições para cursar seu PhD, sendo duas das faculdades com bolsa. Ele já tinha contado que a Universidade da Califórnia era sua primeira opção. "Durante muito tempo achei que não seria capaz, que era muito para mim. Mas algo dentro de mim gritava muito forte."

Ele falou no Mais Você, em maio, que batalhou muito para conquistar isso, e que nunca desistiu. "Eu sabia que se eu fizesse minha parte, se eu fosse bondoso, se eu ajudasse o próximo, viria", completou. Ele relembrou que tentou por dois anos seguidos, mas não passou, assim como no BBB.

Mas para Gil, tudo aconteceu no momento certo. Ele deixou uma mensagem, dizendo: "Eu sei o que é não ter esperança, eu não tinha esperança de jeito nenhum". "Eu nunca estive louco, nunca sonhei demais, é real. Quando queremos e batalhamos, Deus vai prover para acontecer".

"Vigore, se esforce e acredite que vai dar certo", completa. Ele afirma que sabe ser "o 1% da exceção", mas que assim como ele, podem haver outras.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem