Celebridades
Descrição de chapéu Coronavírus

João Acaiabe, de 'Chiquititas' e 'Sítio do Picapau Amarelo', morre vítima da Covid

Ator foi segundo intérprete do chefe Chico a morrer vítima da doença

O ator João Acaiabe - Bruno Poletti/Folhapress
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O ator João Acaiabe, 76, o chefe Chico da novela "Chiquititas" (SBT), morreu no final da noite desta quarta-feira (31) devido a complicações da Covid. Ele estava internado em estado grave em um hospital da Prevent Sênior, em São Paulo.

"E nós passamos o nosso último Natal juntos, meu pai mais que querido, meu amor, eu não sabia que era o nosso último Natal neste plano", escreveu a filha Thays Damazio Acaiabe em uma rede social.

Acaiabe recebeu diagnóstico de Covid no dia 15 de março e apresentava um quadro estável no início da doença. Nos últimos dias, no entanto, o quadro clínico piorou e ele foi transferido para a UTI.

O ator participou de dezenas de peças teatrais, filmes e novelas. Era um contador de histórias, trajetória que começou no Bambalalão, programa infantil exibido pela TV Cultura de 1977 a 1990, a convite de Antônio Abujamra.

Além do Chico, de "Chiquititas", ele ficou conhecido pelo personagem Tio Barnabé, da versão do "Sítio do Picapau Amarelo", no início dos anos 2000. Contracenou com Nicette Bruno, a Dona Benta do Sítio. A atriz também morreu vítima da Covid, aos 87 anos, no final do ano passado.

Nascido em Espírito Santo do Pinhal, no interior de São Paulo, João Acaiabe foi locutor de rádio antes de chegar a São Paulo, aos 18 anos. Cursou a EAD (Escola de Arte Dramática) da USP e era o único negro da turma. Pioneiro, foi um dos primeiros a reclamar dos estereótipos e defender a presença de atores negros em todos as produções.

"O teatro recebe negros, brancos, mestiços, gays, lésbicas. Ele abraça", disse em entrevista ao programa Persona em Foco (Cultura). E, no teatro, ele encontrou a sua turma. Participou de montagens vanguardistas, como “Missa Leiga”, “Jesus Homem”, “Pedro Pedreiro” e “Barrela”. Protagonizou montagens infantis e aprendeu a cantar e dançar.

"Mais um amor que partiu essa noite, João Acaiabe nosso maior Griot", lamentou o ator Ailton Graça.

Alcaiabe foi o segundo intérprete do chefe Chico a morrer vítima da Covid. Gésio Amadeu, ator na primeira versão de "Chiquititas", morreu em agosto de 2020 aos 73 anos, após mais de um mês internado em um hospital de São Paulo.

Outro ator que segue internado devido a complicações da Covid é Paulo Gustavo, 42, que vem apresentando melhora em seu estado de saúde. ​Internado desde 13 de março, o ator segue em terapia intensiva para tratamento da Covid.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem