Celebridades
Descrição de chapéu Coronavírus

Príncipe Harry escreve prefácio de livro infantil para filhos de vítimas da Covid

No texto, duque reflete sobre a perda da mãe, a princesa Diana, em 1997

O príncipe Harry
O príncipe Harry - Joe Pugliese-7.mar.2021/Reuters
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O príncipe Harry e duque de Sussex refletiu sobre a morte da mãe, a princesa Diana (1961-1997), em um prefácio escrito para um livro infantil voltado a crianças que perderam os pais para a Covid-19.

Em "Hospital By the Hill" (hospital perto da colina), é contada a história de um jovem cuja mãe, trabalhadora da linha de frente do enfrentamento da Covid em um hospital, morre após ser infectada pela doença.

No texto, divulgado pela imprensa britânica, o príncipe diz que a morte de sua mãe deixou um imenso vazio, que depois, com o tempo, foi preenchido com amor e apoio. A princesa Diana morreu aos 36 anos após sofrer um acidente de carro no centro de Paris. Ela estava acompanhada de seu namorado, o produtor egípcio de cinema Dodi al Fayed, 41.

"Quando eu era jovem, eu perdi minha mãe. Naquele tempo, eu não queria acreditar, nem aceitar isso, o que deixou um imenso vazio dentro de mim. Sei como você se sente, e eu quero te assegurar que, com o tempo, esse vazio será preenchido com muito amor e apoio", escreve Harry.

"Se você está lendo esse livro, é porque você perdeu seu pai ou mãe ou algum parente querido, e enquanto eu desejo poder te dar um abraço agora mesmo, espero que essa história possa te confortar por saber que você não está sozinho", diz o texto.

A obra foi escrita por Chris Connaughton e ilustrada por Fay Troote. O livro é distribuído a crianças que sofreram perda dos pais de maneira semelhante à do personagem da história para marcar um ano do início do primeiro lockdown (confinamento) no Reino Unido.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem