Celebridades
Descrição de chapéu câncer

Capa da Playboy, ex-comissária de bordo fala da luta contra o câncer

Patrícia Kreusburg Marques sofreu parada cardíaca em cirurgia

Patrícia Kreusburg Marques - Instagram/patricia.k.marques
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A ex-comissária de bordo Patrícia Kreusburg Marques, 45, que foi capa da Playboy em 2006, falou da sua luta contra um câncer para o canal Clube da Vip, no YouTube, no dia 25 de março. Ela foi diagnosticada com câncer nos ovários, em 2019, e passou por meses de tratamento, cirurgias, sessões de radioterapia e se curou em fevereiro do ano passado.

Patrícia disse que descobriu o câncer em um estágio avançado, mas encarou o problema de frente. Ela lembrou que nunca imaginou que isso poderia acontecer porque fazia os exames regularmente, mas o câncer de ovário é difícil de detectar.

"É um câncer perigoso porque não tem sintomas no começo, só quando está mais grave mas encarei de frente. Fiquei muito inchada por causa da quantidade de remédios, perdi todos os pelos do corpo, mas não estava preocupada com isso. Estava focada em sobreviver", afirmou.

A cirurgia para retirada dos ovários, trompas e útero obrigou a ex-comissária a entrar precocemente na menopausa. Ela falou que ser mãe nunca foi um grande desejo, mas teve que digerir isso e buscou ajuda com um psicólogo. Patrícia destacou que chegou a sofrer parada cardíaca durante uma cirurgia que durou 10 horas e foi ressuscitada. "Morri e voltei", disse emocionada.

Na live, a ex-comissária de bordo da Varig disse que aceitou fazer a capa em uma época que a Varig já estava atrasando os salários dos funcionários há seis meses. Ela contou que estava de folga em casa quando recebeu a ligação do convite para fazer a capa da revista. "Comprei um carro popular e paguei meus estudos. Fiz mestrado em turismo e consegui me bancar em outra cidade com o dinheiro", disse.

Patricia posou para a foto na capa da "Playboy" ao lado de outras duas comissárias de bordo, Sabrina Knop e Juliana Neves com a famosa chamada "Os aviões da Varig". O ensaio das comissárias de bordo fez tanto sucesso que na época foi reproduzido em outros sete países, como Estados Unidos e Argentina.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem