Celebridades

Motorista acusado de matar o pai da rapper Nicki Minaj é preso nos EUA

Acidente aconteceu em Nova York

A rapper Nicki Minaj - AFP
Nova York
AFP

Um homem acusado de matar o pai da rapper americana Nicki Minaj, 38, atropelando-o e depois fugindo da cena do crime, foi preso, anunciaram as autoridades nesta quarta-feira (17).

Charles Polevich, 70, foi acusado de "deixar o local de um acidente depois de causar a morte de uma pessoa e falsificar provas", disse a polícia local. Polevich, que se declarou inocente, foi libertado após pagar uma fiança de US$ 250 mil (o equivalente a mais de R$ 1,3 milhão), de acordo com seu advogado, Michael Scotto, entrevistado pela CNN.

O pai de Nicki Minaj, Robert Maraj, 64, andava pela rua em Mineola, Long Island, Nova York, na sexta-feira (12), quando foi atropelado por um carro. O motorista fugiu e Maraj foi levado ao hospital, onde morreu no sábado (13).

A rapper nova-iorquina, nascida em Trinidade e Tobago e criada no bairro de Queens, perto do local onde seu pai foi assassinado, ainda não fez uma declaração oficial.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem